Portal Correio Aplicativo desenvolvido por estudantes da UFCG automatiza cultivo hidropônico

Aplicativo desenvolvido por estudantes da UFCG automatiza cultivo hidropônico

Introduzida por pesquisadores japoneses na década de 80, a hidroponia – sistema de cultivo de plantas que dispensa o uso do solo – está em expansão no Brasil. De acordo com dados do Anuário Brasil Hidroponia, o sistema já representa 45% do fornecimento de folhosas no Brasil, ocupando uma extensão de 25 a 30 mil […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Foto: Imagem ilustrativa/marsraw/Pixabay

Introduzida por pesquisadores japoneses na década de 80, a hidroponia – sistema de cultivo de plantas que dispensa o uso do solo – está em expansão no Brasil. De acordo com dados do Anuário Brasil Hidroponia, o sistema já representa 45% do fornecimento de folhosas no Brasil, ocupando uma extensão de 25 a 30 mil hectares, distribuídos por todas as regiões do País.

Pensando nessas potencialidades, um grupo de estudantes do curso de Engenharia Agrícola da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) desenvolveu o HidroponUP – ferramenta capaz de auxiliar no monitoramento do cultivo e reduzir os custos de produção de culturas baseadas na hidroponia.

O aplicativo faz uso da automação para verificar e controlar indicadores de pH, condutividade elétrica, temperatura e umidade relativa do ar, iluminação do ambiente, entre outros, além de alterações microclimáticas da estufa. As funcionalidades tornam a produção mais independente, dispensando a manutenção constante do produtor, proporcionando o acesso aos dados em tempo real e minimizando possíveis erros.

A demanda surgiu após uma estudante do curso de Engenharia Agrícola da UFCG ter dificuldade em coletar e salvar os dados de seu experimento. O cenário era da necessidade da presença constante da pesquisadora no local, o que demandava tempo e dinheiro. A partir daí, surgiu a ideia de fazer um sistema que pudesse monitorar a hidroponia, de forma fácil, eficaz e a baixo custo.

“Foi aí que comecei a desenvolver o protótipo, onde ele coletava os parâmetros que eram necessários à pesquisa e depois os meninos da empresa júnior (Agtec Júnior, do curso de Engenharia Agrícola da UFCG) entraram em contato para aperfeiçoar e melhorar o processo”, explica Gypson Dutra Junqueira Ayres, doutorando em Engenharia Agrícola e um dos desenvolvedores do projeto.

A solução funciona da seguinte maneira: através de sensores instalados no sistema, as informações são enviadas ao microcontrolador que ‘entende’ o que deve ser feito em cada situação. Por exemplo: Se a temperatura do ar estiver elevada para a produção da hortaliça, um sistema de resfriamento deverá ser acionado. Se o pH do substrato estiver elevado, um atuador entrará em ação para realizar uma mistura e, com isso, baixar o pH.

A ferramenta conta com aplicativo mobile e sistema web, possibilitando o armazenamento de diversas informações sobre a produção em um banco de dados, possibilitando a geração de um histórico do sistema hidropônico. “Estamos nos testes finais. Já, já, os produtores terão acesso ao nosso produto”, finaliza Gypson.

Além do doutorando Gypson Dutra Junqueira Ayres, desenvolveram o sistema os estudantes Matheus de Araújo Gomes (graduando) e Gabriel de Melo Santos (graduando), sob a supervisão do professor Rafael Costa Silva, da Unidade Acadêmica de Engenharia Agrícola (UAEA). Os integrantes também são membros do Grupo Agrícola de Automação (GRAAU), grupo de estudos e pesquisas em automação agrícola da UFCG.

Finalista da Campus Mobile

No mês de abril, o HidroponUP foi finalista da 9ª edição do Campus Mobile, na categoria Smart Farm, realizado pelo Instituto Claro. O concurso de inovação busca estimular estudantes universitários e jovens recém-formados a desenvolverem soluções por meio de aplicativos, produtos e serviços do segmento mobile que promovam impacto social e benefícios à população.

Últimas