Cidades Portaria disciplina retorno de atividades presenciais para servidores do grupo de risco em Campina Grande

Portaria disciplina retorno de atividades presenciais para servidores do grupo de risco em Campina Grande

Portaria publicada pela Prefeitura de Campina Grande nesta semana disciplina o retorno às atividades presenciais dos servidores efetivos, comissionados e contratados com idade a partir de 60 anos e que não possuam comorbidades. A volta às repartições deve ocorrer após a vacinação contra a Covid-19. Veja a íntegra do documento. De acordo com o texto, […]

Portal Correio
Prefeitura de Campina Grande (Foto: Reprodução/Google Street View)

Portaria publicada pela Prefeitura de Campina Grande nesta semana disciplina o retorno às atividades presenciais dos servidores efetivos, comissionados e contratados com idade a partir de 60 anos e que não possuam comorbidades. A volta às repartições deve ocorrer após a vacinação contra a Covid-19. Veja a íntegra do documento.

De acordo com o texto, o trabalhador imunizado com a Coronavac (Butantan/Sinovac) deve retornar a sua repartição três semanas após receber a 2ª dose da vacina. Quem tomar a Covishield (Oxford/AstraZeneca/Fiocruz) deve voltar ao posto de trabalho duas semanas após a 2ª dose.

Os servidores que entendam que não estão aptos ao retorno das suas atividades, mesmo após a imunização, deverão formular requerimento, via protocolo eletrônico, devendo passar por avaliação do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) para permanecer em exercício do trabalho remoto.

Segundo a Prefeitura de Campina Grande, a volta aos trabalhos presenciais vai seguir todas as determinações contidas no Plano de Ação do Ministério da Saúde, divulgadas pelas Secretarias de Administração e de Saúde.

“Serão continuamente aplicadas as medidas de controle e de segurança no trabalho, no combate à infecção pelo coronavírus, bem como os protocolos de tratamento já utilizados com sucesso na cidade, desde o começo da pandemia”, afirma a gestão municipal.

Outros grupos seguem em trabalho remoto

Outros grupos que foram afastados das atividades presenciais por pertencerem a grupos de risco na pandemia do novo coronavírus seguirão em trabalho remoto. São eles:

Gestantes Idosos com idade a partir de 60 anos e que sejam portadoras de doenças crônicas ou graves descompensadas ou em tratamento sistemático Pessoas com cardiopatias graves ou descompensadas (insuficiência cardíaca, infartados, revascularizados, portadores de arritmias, hipertensão arterial sistêmica descompensada) e miocardiopatias de diferentes etiologias (insuficiência cardíaca, miocardiopatia isquêmica) Pessoas com pneumopatias graves ou descompensados (dependentes de oxigênio, asma moderada/grave, DPOC) Pessoas com imunodepressão e imunossupressão Pessoas com doenças renais crônicas em estágio avançado (graus 3, 4 e 5) Pessoas com doenças cromossômicas com estado de fragilidade imunológica Pessoas com neoplasia maligna (exceto câncer não melanótico de pele) Pessoas com doenças hematológicas (incluindo anemia falciforme e talassemia)

Últimas