Economia AgRural revisa para baixo safra de soja do Brasil, mas ainda vê recorde

AgRural revisa para baixo safra de soja do Brasil, mas ainda vê recorde

Reuters

SÃO PAULO (Reuters) - A consultoria AgRural informou nesta segunda-feira que revisou para baixo sua previsão para a safra de soja 2019/20 do Brasil, diante de impactos de uma seca no Sul do país.

Agora, estima-se que os sojicultores brasileiros colham 123,8 milhões de toneladas nesta temporada, um recuo de 500 mil toneladas em relação à previsão anterior da AgRural (124,3 milhões de toneladas), mas ainda assim um recorde.

A colheita da oleaginosa no país, enquanto isso, avançou para 83% da área cultivada, levemente abaixo dos 84% vistos em igual período do ano passado, mas acima da média histórica de cinco anos para este momento da safra, segundo a consultoria.

Com os trabalhos na soja caminhando para a etapa final, todos os olhos se voltam para a segunda safra de milho do Brasil, que é plantada logo após a colheita de soja em áreas-chave do país, como Mato Grosso.

A chamada "safrinha" representa cerca de 75% da produção total de milho do Brasil, permitindo ao país competir com os Estados Unidos nos mercados de exportação no segundo semestre do ano.

Com a segunda safra de milho já semeada, "o alerta segue ligado devido ao baixo volume e à má distribuição das chuvas em parte do Centro-Sul do Brasil, especialmente em Mato Grosso do Sul e no Paraná", disse a AgRural.

(Por Ana Mano)

Últimas