Alemanha suspende exportação de carne suína à China após caso de peste, diz ministério

COMMODS-CARNESUINA-ALEMANHA:Alemanha suspende exportação de carne suína à China após caso de peste, diz ministério

Por Michael Hogan

HAMBURGO (Reuters) - As exportações alemãs de carne suína para a China e alguns outros países não membros da União Europeia estão temporariamente inviáveis e pararam após um caso de peste suína africana ter sido confirmado em um javali selvagem, disse o ministério da agricultura da Alemanha nesta sexta-feira.

As exportações de carne suína da Alemanha aos chineses são avaliadas em cerca de 1 bilhão de euros por ano, mas foram interrompidas pelo caso de peste suína no Estado de Brandemburgo, que tornou impossível a emissão de declarações obrigatórias para as exportações.

A doença não é perigosa para humanos, mas é fatal para porcos. Um surto massivo na China, maior produtora de carne suína do mundo, levou ao sacrifício de centenas de milhões de porcos no país.

A peste causou dois anos de aperto na oferta de carnes na China, impulsionando importações maiores de outras fontes de proteína e queda na confiança de consumidores sobre as cadeias de suprimento de suínos e alimentos.

"A maior parte dos certificados veterinários exigidos para as exportações de carne suína da Alemanha incluem uma declaração de que a Alemanha está livre da peste suína africana", disse um porta-voz do ministério alemão.

"Essa declaração não pode ser feita desde ontem para esses certificados."

As exportações de carne suína alemã para países da UE continuam devido a uma cláusula que estabelece que restrições a importações devem mirar a região em que o caso de peste suína foi descoberto.

"O governo alemão está no momento em negociações com países relevantes com o objetivo de revisar os certificados com uma cláusula de regionalização", disse o porta-voz do governo.

Os preços da carne suína na Alemanha caíram quase 14% nesta sexta-feira, principalmente por temores de que o surto de peste suína prejudique as exportações.