CMN adota novas medidas e autoriza BC a conceder empréstimos com garantia de carteiras de crédito

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Monetário Nacional, em sessão extraordinária realizada na quarta-feira, autorizou o Banco Central a conceder empréstimos a instituições financeiras tendo como garantia as carteiras de crédito dessas instituições, entre outras medidas para aliviar as consequências da disseminação do coronavírus.

De acordo com comunicado do BC, as operações terão prazo de no mínimo, 30 e, no máximo, 359 dias corridos.

Em outra decisão, o CMN adiou a entrada em vigor de mudanças nas regras de portabilidade de crédito, que haviam sido aprovadas em novembro do ano passado e deveriam entrar em vigor em abril e junho deste ano.

O conselho ainda autorizou o presidente do BC, Roberto Campos Neto, a firmar contrato de swap com o Federal Reserve, promovendo alterações na regulação para adequá-la ao montante a ao prazo do novo contrato.

Por fim, o CMN ainda adaptou regras para comunicação de perdas de beneficiários do Proagro diante do Covid-19.

None

None

None

None

None

None

None

(Por Camila Moreira)