Economia Governo não cogita no momento alterar meta de déficit fiscal para o ano, diz Waldery

Governo não cogita no momento alterar meta de déficit fiscal para o ano, diz Waldery

MACRO-WALDERY-META:Governo não cogita no momento alterar meta de déficit fiscal para o ano, diz Waldery

Reuters - Economia

BRASÍLIA (Reuters) - O governo não trabalha no momento com a possibilidade de alterar a meta de déficit primário para este ano fixada na Lei de Diretrizes Orçamentárias, mas não deixará faltarem recursos para o enfrentamento da pandemia, disse o secretário de Política Econômica, Waldery Rodrigues, nesta quarta-feira.

A LDO prevê como meta um déficit de 247,1 bilhões de reais para o governo central em 2021.

"Nós hoje não trabalhamos com a alteração dessa meta. É claro que a dinâmica do processo requererá uma análise momento a momento, mas hoje não trabalhamos com a alteração da meta de primário", disse Waldery em entrevista à imprensa.

A PEC Emergencial aprovada pelo Congresso estabeleceu um limite de despesas de 44 bilhões de reais com o pagamento de auxílio emergencial fora da meta fiscal.

Waldery disse que caso o governo tenha que fazer gastos adicionais para lidar com o coronavírus, irá analisar com o Congresso "caso a caso" como proceder.

"O governo está atento para ações ligadas à saúde e atuará dentro dos regramentos legais para, em particular, a defesa dos mais vulneráveis, e saúde é prioridade", disse o secretário.

Ele informou ainda que, com o atraso na votação do Orçamento, o Ministério da Economia não divulgará seu primeiro relatório de receitas e despesas do ano este mês, como previsto. A programação deverá ser feita em maio ou eventualmente poderá haver uma divulgação extraordinária em abril, disse Waldery.

(Por Isabel Versiani)

Últimas