Economia Governos verão maior queda impulsionada pela inflação na dívida em mais de 20 anos, aponta Fitch

Governos verão maior queda impulsionada pela inflação na dívida em mais de 20 anos, aponta Fitch

MACRO-DIVIDA-GLOBAL-FITCH:Governos verão maior queda impulsionada pela inflação na dívida em mais de 20 anos, aponta Fitch

Reuters - Economia

LONDRES (Reuters) - Os governos se beneficiarão da maior queda impulsionada pela inflação nos níveis da dívida em mais de 20 anos, disse a agência de classificação de crédito Fitch nesta quarta-feira, estimando que isso cortará cerca de 5 pontos percentuais da relação dívida/Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos.

Os efeitos da inflação de 2022 sobre os níveis da dívida pública variam conforme a região, com um menor impacto previsto para o Oriente Médio e Norte de África e um maior na África Subsariana.

Nos países de mercados desenvolvidos a inflação deve reduzir os níveis da dívida do governo muito abaixo da mediana, com 5 pontos percentuais nos EUA, 4,6 no Reino Unido e 4,1 no Canadá.

Na média das taxas da Fitch para todos os 120 países, a queda é de 2 pontos percentuais, igualando 2008 no efeito inflacionário mais significativo em mais de 20 anos.

"Seria um exagero afirmar que a dívida está sendo 'consumida pela inflação', pelo menos em nível global, mas a inflação mais elevada está definitivamente ajudando", disseram dois dos principais analistas de dívida soberana da Fitch, James McCormack e Ed Parker, em relatório.

(Reportagem de Marc Jones)

Últimas