Magazine Luiza nega irregularidades e promete envio de dados ao Procon

O Magazine Luiza afirmou na noite desta quarta-feira, 8, que a ação #OutletMagalu foi executada de acordo com os critérios preestabelecidos e que entregará ao Procon-SP os dados solicitados, que já teriam sido divulgados no Twitter da varejista. "O Magalu construiu sua reputação cumprindo as promessas que faz a seus clientes. Desta vez, não foi diferente", afirma a empresa.

De acordo com o Magazine Luiza, foram oferecidos na última terça-feira 50 cupons de desconto no valor de R$ 1 mil cada para os clientes que finalizassem suas compras pelo aplicativo de forma mais rápida, limitado a um cupom por CPF. Após o rápido esgotamento dos descontos disponíveis, a varejista afirma que forneceu 500 cupons extras. "A empresa, portanto, em respeito a seus clientes, decidiu multiplicar a ação por 10, mantendo todas as condições e regras iniciais", afirma.

A rede afirma que foram oferecidos e utilizados 567 cupons de desconto para todos os produtos vendidos e entregues pelo Magalu, adquiridos por usuários do aplicativo localizados em 280 cidades do País.

O Procon-SP solicitou nesta quarta-feira que a varejista informe a quantidade de cupons disponibilizados e comprove a utilização deles, com identificação do consumidor e do produto, após muitos clientes reclamarem, via redes sociais, que não conseguiram os descontos.

O órgão também pede a relação de produtos que faziam parte da campanha, forma de comercialização e divulgação, extensão geográfica da promoção, mecanismos de controle dos cupons pelos consumidores, e se havia condições preferenciais de participação, além da providências tomadas diante das falhas para concluir a compra.