Economia Nancy Pelosi indica que negociações por estímulos nos EUA seguem em impasse

Nancy Pelosi indica que negociações por estímulos nos EUA seguem em impasse

Após conversa telefônica de 25 minutos com chefe de Gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, sobre uma possível nova rodada de estímulos fiscais, a presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, acusou o governo de "desprezar as necessidades" dos americanos, em meio à crise provocada pelo coronavírus.

Em comunicado, Pelosi reiterou que os democratas estavam dispostos a retirar US$ 1 trilhão de sua proposta, caso republicanos concordassem em adicionar US$ 1 trilhão no plano deles. "Para nos encontrarmos no meio, agora dissemos que estaríamos dispostos a ir para US$ 2,2 trilhões para atender às necessidades do povo americano", disse.

A deputada californiana acrescentou que o governo não reconhece o nível de recursos que o combate à pandemia demanda.

Ela acusou a legenda governista de, entre outras coisas, "abandonar" profissionais de saúde, professores, crianças famintas e o sistema eleitoral. "Os democratas estão dispostos a retomar as negociações assim que os republicanos começarem a levar esse processo a sério", concluiu.

Últimas