Economia Pet shops driblam aglomerações com estratégia de agendamento

Pet shops driblam aglomerações com estratégia de agendamento

Horário marcado evita riscos de contaminação nos momentos de pico para atendimentos de banho, tosa e cuidados com os bichinhos

  • Economia | Conteúdo Patrocinado

Banho com hora marcada é saída para evitar aglomerações nas pet shops

Banho com hora marcada é saída para evitar aglomerações nas pet shops

Reprodução

Evitar aglomeração sem deixar de lado o atendimento de primeira classe para os bichinhos de estimação. Esse é o objetivo maior na reabertura das pet shops neste período de adaptação e retomada das atividades. Quem tem pet sabe que, durante a pandemia, o serviço prestado aos bichinhos fez muita falta. Principalmente os itens banho e tosa, nem sempre fáceis de realizar em casa ou no apartamento.

Por se tratar de um ambiente normalmente movimentado, tanto pela circulação de humanos quanto de animais, as questões sanitárias tornam-se ainda mais exigentes em um momento de pandemia. A solução encontrada foi incentivar o agendamento dos serviços, além do traslado que leva e traz os clientes VIP para receberem os cuidados.

Aqueles que optam ou necessitam do atendimento presencial percebem as mudanças na dinâmica do atendimento. Quem chega ao espaço para comprar ração, brinquedos, remédios ou acessórios para seus animais precisa manter distância segura de quem anda por ali. Máscaras e utilização de álcool em gel também são mandatórios, além do trabalho contínuo de limpeza com desinfetante no chão do estabelecimento. As equipes cuidam incessantemente dessa parte.

Com essas medidas de higiene e segurança ambiental controladas, as pet shops estão recebendo sua clientela com o máximo de carinho e respeito. Principalmente, devido ao momento delicado de retomada da economia e reabertura dos negócios. Os bichinhos e seus tutores humanos agradecem.

Últimas