Economia Petroleiras cortejam startups de energia limpa nos EUA para transição verde

Petroleiras cortejam startups de energia limpa nos EUA para transição verde

ENERGIA-PETROLEO-STARTUPS:Petroleiras cortejam startups de energia limpa nos EUA para transição verde

Reuters - Economia

Por Liz Hampton

HOUSTON (Reuters) - As startups norte-americanas de energia limpa estão crescendo à medida que as empresas de petróleo estão dando a elas mais atenção e dinheiro, em uma tentativa de acelerar suas próprias transições verdes.

Os investidores querem que os produtores de petróleo acelerem o afastamento dos combustíveis fósseis, vendendo energia mais limpa e desenvolvendo tecnologia para eliminar os gases que causam o aquecimento global.

Os empresários que pretendem aproveitar a energia do vento e das ondas e gerar hidrogênio, entre outras iniciativas renováveis, estão atraindo a atenção do "Big Oil".

As empresas petrolíferas costumam fazer parcerias e investir em novas iniciativas que começaram em incubadoras de energia limpa. Algumas empresas petrolíferas criaram suas próprias incubadoras e equipes de risco para encontrar e financiar tecnologia verde.

A Halliburton, empresa norte-americana de serviços em campos petrolíferos, trabalha com oito novatos de tecnologia limpa e está recrutando mais para uma aceleradora de startups interna que fornece a cada 100.000 dólares em capital inicial.

A Baker Hughes está colaborando com a incubadora Greentown Labs para obter uma janela em tecnologias emergentes e fornecer conselhos para startups.

As importantes petrolíferas Eni SpA e Repsol SA têm aderido a iniciativas de tecnologia limpa dos EUA por meio de braços de investimento.

Existem cerca de 20 incubadoras de tecnologia limpa nos EUA monitoradas pelo Electric Power Research Institute. Mas essa provavelmente é uma contagem reduzida por causa de seu rápido crescimento, disse Julia Travaglini, vice-presidente de marketing da Greentown Labs.

"Estamos vendo um aumento generalizado nas incubadoras de energia limpa", acrescentou Lindsay Schuenke, diretora de conteúdo da International Business Innovation Association, que trabalha com grupos de desenvolvimento de negócios.

A Crunchbase, que mede os investimentos de capital de risco, diz que as startups de energia limpa arrecadaram 11 bilhões de dólares até agora neste ano, ante 5,6 bilhões de dólares em todo o ano de 2020.

Startups que ainda estão em operação após cinco anos são uma medida chave de sucesso, disse Chris Ilsley, presidente-executivo da North Shore InnoVentures, uma incubadora de tecnologia limpa de 12 anos nos arredores de Boston.

Últimas