Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Eleições 2022
Publicidade

Lewandowski diz que TSE adotou todas as medidas contra uso de armas nas eleições

Ele não quis comentar a conduta da deputada Carla Zambelli, que, armada, perseguiu homem em São Paulo

Eleições 2022|Bruna Lima, do R7, em Brasília


Ministro Ricardo Lewandowski, vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral
Ministro Ricardo Lewandowski, vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral

O vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Ricardo Lewandowski, afirmou neste domingo (30) que o tribunal “tomou todas as medidas para evitar o uso de armas durante as eleições”. A afirmação foi feita depois que o magistrado foi questionado sobre a situação que envolveu a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP). Ela apontou uma arma contra um homem em São Paulo no sábado (29), véspera do segundo turno.

VEJA A COBERTURA COMPLETA DAS ELEIÇÕES 2022 NA PÁGINA ESPECIAL DO R7

Lewandowski se recusou a comentar o assunto. “Eu não quero avaliar a conduta de ninguém”, explicou. Ele lembrou que foi relator da medida que proibiu o transporte de armas e munições em todo o território nacional por parte de colecionadores, atiradores e caçadores (CACs) no dia das eleições, nas 24 horas que antecedem o pleito e nas 24 horas que sucedem a ele.

O descumprimento da norma pode acarretar prisão em flagrante por porte ilegal de arma, sem prejuízo do crime eleitoral correspondente. “A população deve permanecer desarmada e confiar nas forças de segurança”, comentou o ministro.

Publicidade

Segundo a parlamentar, ela sacou a arma depois de ter sido agredida e xingada. De acordo com ela, o homem seria militante da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

"Me empurraram, até me machucaram aqui, me empurraram no chão. Ele me cuspiu várias vezes [sic]. Quando ele me empurrou, eu caí, eu saí correndo atrás dele, falei que ia chamar a polícia, que ele tinha que ficar aqui para esperar a polícia chegar. E aí ele se evadiu, eu saquei a arma e saí correndo atrás dele, pedindo para ele parar", explicou Zambelli. Um vídeo gravado de outro ângulo, no entanto, mostra a parlamentar caindo depois de ter tropeçado.

O dia de eleições, segundo o ministro, segue tranquilo e sem graves intercorrências. “Não há incidentes de nenhuma espécie. Não há incidentes com armas, entreveros pessoais. Estamos muito otimistas que até as 17h esse clima se mantenha.”

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.