Internacional Balanço de inundações na Alemanha sobe para 165 mortos

Balanço de inundações na Alemanha sobe para 165 mortos

Número de vítimas deixam autoridades no centro de uma polêmica sobre eventual falha dos sistemas de alerta à população

AFP
Pelo menos 165 pessoas morreram nas inundações na Alemanha

Pelo menos 165 pessoas morreram nas inundações na Alemanha

Wolfgang Rattay/Reuters - 19.7.2021

As inundações no oeste da Alemanha provocaram pelo menos 165 mortes, de acordo com um balanço atualizado divulgado nesta segunda-feira (19), que também cita vários desaparecidos.

Na região de Renânia-Palatinado, a mais afetada pela tragédia, o número de mortos subiu para 117, contra 112 registrados anteriormente, e há 749 feridos, informou à AFP Verena Scheuer, porta-voz da polícia de Koblenz.

Na Renânia do Norte-Westfalia, o balanço divulgado no domingo informou "pelo menos" 47 mortes.

Na região da Baviera, sul do país, onde foram registradas grandes inundações no fim de semana, registrou uma morte.

O ministro do Interior, Horst Seehofer, visitará nesta segunda-feira as zonas afetadas, em particular Bad Neuenahr-Ahrweiler, um dos vales arrasados pelas inundações.

O balanço fatal das inundações deixou o ministro Seehofer no centro de uma polêmica sobre uma eventual falha dos sistemas de alerta à população.

A Alemanha está em choque com o maior desastre natural na história recente do país.

No domingo, a chanceler Angela Merkel visitou a localidade de Schuld, perto de Bonn, onde a cheia do rio Ahr provocou a destruição de parte do centro histórico.

"O idioma alemão tem problemas para encontrar as palavras para descrever a devastação provocada", disse Merkel, que descreveu uma situação "surreal" e prometeu a ajuda do Estado federal.

A partir de quarta-feira, o governo entregará ajudas de emergência de pelo menos 300 milhões de euros (quase 350 milhões de dólares), antes de elaborar um vasto programa de reconstrução de bilhões de euros.

Cientistas e analistas políticos afirmaram que o desastre era uma consequência do aquecimento global.

Merkel pediu no domingo um "grande esforço" para acelerar as políticas de luta contra a mudança climática.

Últimas