Internacional Ucrânia tem mais de oito milhões de deslocados internos, diz ONU

Ucrânia tem mais de oito milhões de deslocados internos, diz ONU

Do total, 63% são mulheres e quase metade saiu a partir da região leste; 5,9 milhões de pessoas deixaram o país

AFP
Idosa que saiu do leste da Ucrânia espera em fila para receber alimentos em Dnipro

Idosa que saiu do leste da Ucrânia espera em fila para receber alimentos em Dnipro

Jorge Silva/Reuters - 03.05.2022

Mais de 8 milhões de pessoas tiveram de deixar suas casas e encontrar abrigo em outros lugares da Ucrânia, devido à invasão russa que começou em fevereiro 24 de fevereiro, informou a Organização Internacional para as Migrações (OIM), uma das agências da ONU. Além dos deslocados internos, 5,9 milhões de ucranianos saíram do país. 

O número da OIM para os deslocados internos do conflito inclui dados até 3 de maio e representa um aumento na comparação com os 7,7 milhões de pessoas registradas em 17 de abril.

"As necessidades dos deslocados internamente e de todos os afetados pela guerra na Ucrânia aumentam a cada hora que passa", afirmou o diretor-geral da OIM, António Vitorino.

Dos deslocados internos, 63% são mulheres e quase metade saiu a partir do leste do país, onde está concentrada a ofensiva russa.

As estimativas são de que mais de 3,9 milhões de pessoas fugiram de suas casas no leste, 1,65 milhão na região de Kiev e 1,3 milhão no norte do país.

De acordo com o balanço, 36% dos deslocados, ou seja, 2,9 milhões de pessoas, estão em lugares relativamente seguros no oeste do país.

Últimas