JR na TV Justiça espanhola decreta prisão preventiva de Daniel Alves por agressão sexual

Justiça espanhola decreta prisão preventiva de Daniel Alves por agressão sexual

 agressão sexual teria ocorrido em uma casa noturna de Barcelona

A justiça espanhola decretou a prisão preventiva, sem direito à fiança, do lateral Daniel Alves. Jogador, que disputou a última Copa do Mundo pela seleção brasileira, é acusado de agressão sexual em uma casa noturna de Barcelona. O clube Pumas, do México, informou que rompeu o contrato com o jogador. O atleta se apresentou voluntariamente para depor hoje pela manhã em Barcelona. Ele deixou a delegacia preso sob custódia, em uma viatura da polícia. Em seguida, o lateral foi levado a um tribunal para ser interrogado. A agressão sexual teria ocorrido na noite do dia 30 para o dia 31 de dezembro do ano passado, em uma casa noturna de Barcelona. A suposta vítima alega que o jogador passou a mão nela sem permissão dentro do banheiro. A mulher disse que logo depois procurou as amigas e acionou os seguranças, que chamaram a polícia. A defesa de Daniel Alves reafirma que ele nega todas as acusações. A mulher do jogador publicou uma mensagem de apoio nas redes sociais.

Últimas