Após beber e brigar com mulher, agente penitenciário é assassinado na Grande BH

Adolescente parente da vítima também foi baleado

Rua onde o agente foi baleado
Rua onde o agente foi baleado Record Minas

Um agente penitenciário de 31 anos foi assassinado em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, no final da noite dessa segunda-feira (3). Felipe Muniz foi baleado a poucos metros de casa, na rua VL 35, no bairro Nova Contagem.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi atingida por oito tiros e chegou a ser encaminhada à UPA (Unidade de Pronto-Atendimento). No entanto, Muniz não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

Testemunhas informaram aos militares do 18º Batalhão que viram quando Muniz foi cercado por um carro e um dos ocupantes do veículo fez os disparos. Um dos tiros atingiu a perna de adolescente de 16 anos, que é parente da vítima e foi vítima de bala perdida. O garoto foi levado para a mesma unidade de saúde que o agente e não corre risco de morte. Ele não soube passar informações sobre o atirador.

Leia mais notícias no R7 MG

Em contato com a família da vítima, os policiais foram informados que Muniz estava de folga e que foi morto depois de sair de casa para beber, voltar embriagado, discutir com a mulher e sair novamente. Por causa dessa briga, há suspeita de que o assassinado tenha tido motivo passional. Porém, a polícia não descarta que o crime tenha alguma ligação com a profissão que o agente exercia há um ano. Ele trabalhava na Penitenciária Nelson Hungria.

O caso será investigado pela Polícia Civil.