Minas Gerais BH flexibiliza regras contra Covid-19 para eventos, velórios e saunas

BH flexibiliza regras contra Covid-19 para eventos, velórios e saunas

Saunas foram liberadas pela primeira vez desde o início da pandemia; novas regras entraram em vigor nesta sexta-feira (18)

  • Minas Gerais | Núbia Roberto, Da Record TV Minas

Flexibilizações
 passam a valer a partir desta sexta-feira (18)

Flexibilizações passam a valer a partir desta sexta-feira (18)

Freepik/Reprodução

A Prefeitura de Belo Horizonte anunciou novas flexibilizações em realização de eventos e cerimônias na cidade. As atualizações foram publicadas no Diário Oficial Município nesta sexta-feira (18).

Os velórios e sepultamentos em cemitérios municipais da capital estarão autorizadas a receber até 60 pessoas. Antes, o limite era de 20. As demais regras nesses espaços, como uso de máscaras, seguem mantidas.

A prefeitura justificou que a decisão foi tomada após a publicação da Nota Técnica Nº 004/2022, do Comitê de Enfrentamento à Covid-19, que recomendou tais flexibilizações diante dos índices de vacinação da população e do cenário epidemiológico e assistencial em Belo Horizonte.

O funcionamento de saunas passa a ser autorizado pela primeira vez desde o início da pandemia em março de 2020, inclusive as localizadas em clubes e em academias. O acesso estará condicionado à apresentação de comprovante de três doses de vacina contra a Covid-19. 

As bilheterias físicas para venda presencial de ingressos em eventos, salas de cinemas, em estádios e espaços similares também poderão funcionar, resguardados a distância de um metro entre as filas. A venda on-line segue como opção.

As mudanças contemplam, ainda, a ampliação da capacidade de pessoas em elevadores, que aumenta de 50% para até 75% o limite da ocupação.

Eventos para público sentado

Uma das portarias publicadas também aboliu a exigência de teste Covid-19 ou comprovante de vacinação para frequentadores de teatros e casas de espetáculos, com público sentado de até duas mil pessoas. Fica mantida a exigência do uso de máscara cobrindo nariz e boca.

Continua sendo obrigatória a apresentação do comprovante da segunda dose da vacina contra a Covid-19 ou do resultado negativo para a doença em teste do tipo RT-PCR, realizado até 48h antes do evento ou da atividade, ou Teste Rápido de Antígeno, realizado até 24h antes do evento ou da atividade, nos seguintes casos:

- Em eventos com público acima de duas mil pessoas;

- Em eventos com público em pé e/ou com danças, independentemente da quantidade de pessoas.

Cenário epidemiológico em BH 

Segundo o último boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, nesta quinta-feira (17), o RT, índice que mede a transmissão da Covid-19, está em 0,90, ou seja, cada grupo de 100 pessoas transmite o vírus para outras 90.

De acordo com os dados, a taxa de ocupação das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) está em 34,3%. Já a taxa de ocupação das enfermarias saiu está em 27,3%. Todos os índices estão no nível amarelo.

Até o momento, BH aplicou as duas primeiras doses em 96,8% da população. O terceiro reforço foi aplicado em 1.135.344 moradores (51,6%).

Últimas