Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Estudante da UFOP é preso suspeito de golpe envolvendo venda de ingressos de formatura

Aluno usou dinheiro para comprar terno feito sob medida no valor de R$4 mil, passagem aérea para irmã e outros gastos

Minas Gerais|Richard Souto*, da Record TV Minas


Aluno era vice-presidente da comissão de formatura
Aluno era vice-presidente da comissão de formatura

Um homem, de 26 anos, foi preso no último sábado (1°) em Ouro Preto, a 96km de Belo Horizonte, suspeito de aplicar golpe envolvendo venda de ingressos de formatura.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, na noite do último sábado, os policiais foram chamados para um possível crime de estelionato. Ao chegarem no local, os militares encontraram diversas pessoas em frente a casa do suspeito.

Todas as vítimas usavam roupas de gala. Elas relataram aos policiais que haviam comprado ingressos com o homem, que seria vice-presidente da Comissão de Formatura dos cursos de Engenharia e Arquitetura da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Os valores pagos variavam entre R$ 350 e R$ 400,00.

As vítimas também contaram aos policiais que a entrega dos ingressos havia sido combinada para a última quinta-feira (30), quando a empresa responsável pela organização do evento entregaria os ingressos ao aluno e ele repassaria para os demais. Entretanto, após a data combinada, as vítimas não receberam nenhum retorno do suspeito.

Publicidade

Os formandos foram para a frente da casa do estudante para cobrar respostas. O homem recebeu os militares em casa e contou ser responsável por parte das vendas dos ingressos destinados para o evento, que seria realizado no sábado.

O homem contou também que começou os preparativos para a festa de formatura cerca de um ano atrás e que, ao longo desse período, acabou se desorganizando com as finanças da Comissão. Ainda de acordo com o autor, ele recebeu diversos pagamentos dos formandos e de convidados deles, nos valores de R$350 e R$400 reais.

Publicidade

No entanto, o estudante usou o dinheiro para pagar despesas pessoais, como compra de um terno feito sob medida no valor de R$4 mil, uma passagem aérea para sua irmã vir da Argentina para estar presente na festa de formatura, e demais gastos como alimentação, compra de roupas e utensílios variados.

O homem afirmou também que, atualmente, possui em sua conta cerca de R$600, já não tendo mais o dinheiro que recebeu dos formandos e seus convidados. Diante da confirmação dos fatos e relatos das vítimas, o homem foi preso.

*Estgiário sob supervisão de Maria Luiza Reis

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.