Minas Gerais Genro mata sogro que não aceitava relacionamento homossexual do filho

Genro mata sogro que não aceitava relacionamento homossexual do filho

Crime aconteceu em um sítio de Conselheiro Pena, no Vale do Rio Doce

Genro mata sogro que não aceitava relacionamento homossexual do filho

Crime aconteceu na zona rural de Conselheiro Pena, em Minas

Crime aconteceu na zona rural de Conselheiro Pena, em Minas

Divulgação

Um casal foi assassinado a golpes de foice e facão no último sábado (27) na zona rural de Conselheiro Pena, região do Vale do Rio Doce, em Minas Gerais. Jair Leandro Gonçalves, de 60 anos, e sua mulher Nilsan dos Santos Santana, de 58 anos, foram encontrados mortos na manhã de domingo (28) pelo filho de Nilsan.   

Segundo a PM (Polícia Militar), as mortes teriam sido motivadas porque Jair Leandro não aceitava o relacionamento homossexual do filho com o suposto autor do crime e, conforme relato do filho de Nilsan, o filho de Jair Leandro esteve no sítio do casal na tarde de sábado. Além disso, ele também viu outro homem chegar à propriedade em uma motocicleta. Já durante a noite, ambos saíram em direção à cidade.   

Leia mais notícias no R7 MG

Diante dos fatos, os militares realizaram diligências e localizaram o casal homossexual na casa onde vivem em Conselheiro Pena. Eles foram interrogados separadamente e o filho de Jair Leandro relatou que já teria sido ameaçado pelo pai, que não aceitava seu relacionamento com outro homem e que, no último sábado, seu companheiro teria dito que mataria o sogro.  

O filho de Jair Leandro disse ainda o suspeito também teria o ameaçado caso ele contasse a alguém sobre seus planos e que, na noite do crime, seu companheiro saiu de moto e não o viu chegar em casa pois dormiu cedo.   

Já o suspeito admitiu que esteve no sítio do sogro, mas disse que seria apenas para pegar o namorado. Entretanto, segundo a PM, ele teria entrado em contradição quanto ao horário em que esteve no imóvel das vítimas e, por isso, foi detido. Além dele, o filho de Jair Leandro também foi preso como co-autor da morte do casal e o caso será investigado pela Polícia Civil.

Em novembro deste ano, um traficante de drogas atirou no ex-sogro no bairro São Geraldo, na região leste de Belo Horizonte.