Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Justiça determina soltura de idoso flagrado arrastando cachorro em carro em na Grande BH

Imagens registraram momento em que animal foi arrastado pelo veículo; homem diz não ter visto cadela

Minas Gerais|Antônio Paulo e Lucas de Carvalho*, da Record


Prisão do idoso foi ratificada, mas justiça discordou da decisão
Prisão do idoso foi ratificada, mas justiça discordou da decisão

A Justiça determinou, nesta sexta-feira (18), a soltura do idoso, de 72 anos, preso suspeito de maus tratos animais, após ser flagrado arrastando uma cadela presa no engate do carro em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte.

· Compartilhe esta notícia no WhatsApp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

Gilvan Lucio Gomes se apresentou na delegacia da Polícia Civil, após ser identificado pela Guarda Civil Municipal de Betim como o motorista do vídeo que circula nas redes sociais. Nas imagens, é possível ver o animal sendo arrastado pelo veículo. 

Publicidade

Durante a manhã desta sexta, a Polícia Civil confirmou que o delegado de plantão ratificou a prisão em flagrante do idoso. Ele foi ouvido pela Central Estadual do Plantão Digital e encaminhado ao sistema prisional.

A decisão da Justiça, no entanto, questiona o flagrante e reverte a prisão de Gilvan por falta de provas. Em depoimento, o idoso contou que saiu para comprar remédios para a porca dele, que estava doente, e comprar ração para os cachorros. Ele os amarrou em uma árvore.

Publicidade

No entanto, um deles se soltou e e prendeu no engate do carro. Ele negou que tenha amarrado animal no veículo de propósito e contou que não ouviu os gritos da cadela. Seguno Gilvan, a corda estava amarrada no pescoço do animal e, por isso, ele acredita que a cadela não conseguiu emitir nenhum som. No depoimento ele informa que viu a cachorra apenas quando saiu do carro.

"Perdeu um ente querido dele. Perdeu a cachorra. Porque o mesmo carinho que ele tinha com esses cachorro dele ele tem com nós também. Levaram os outros cachorros "tudo " que ele tinha, levou tudo", declarou um familiar da vítima.

Publicidade

O idoso pode deixar a qualquer momento o Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Cerep) de Betim, na região metropolitana.

*Estagiário sob supervisão de Antonio Paulo 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.