Advogado se recusa a usar máscara e júri de acusado de crime é adiado

O júri do empresário acusado de matar o namorado da ex-mulher, há quatro anos, na região da Pampulha, em Belo Horizonte, foi adiado. O motivo é que o advogado do réu se recusou a ficar de máscara. Porém, durante entrevista à nossa reportagem, o advogado estava com a proteção. A família cobra por justiça.