Motorista de aplicativo é mantido refém e ameaçado em Sabará (MG)

Vítima aceitou a corrida em Ribeirão das Nves, na Grande BH; o homem foi resgatado após policiais desconfiaram de suspeito em uma farmácia 

Vítima foi amarrada e amordaçada

Vítima foi amarrada e amordaçada

Reprodução/ Record Tv Minas

Um motorista de aplicativo, de 28 anos, foi mantido refém por duas horas por quatro criminosos armados, em Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte. O homem foi resgatado após a polícia desconfiar dos suspeitos.

De acordo com a vítima, que não quis se identificar, ele aceitou uma corrida em Ribeirão das Neves, na Grande BH com destino a Sabará, e ao final do trajeto ele foi rendido pelos criminosos e colocado no porta-malas de um outro veículo e levado para um cativeiro. Ainda segundo o homem, ele foi colocado deitado, foi amarrado e amordaçado.

— Eles pediram para tirar a camisa e colocar as mãos para trás. Me deitaram de bruços, me amarraram as pernas, as mãos, me amordaçaram, ameaçando o tempo todo.

PM desconfiou

A vítima ainda contou que os suspeitos pediam cartões, senhas e números de telefones. Após conseguir as informações uma parte do grupo saiu para sacar o dinheiro.

— Queriam cartão, senha do banco, tudo. E pediu número de telefone, tirou foto dos documento, pedindo dinheiro, e dois saíram para sacar esse dinheiro.

Com as informações da vítima, a dupla seguiu em direção a uma farmácia para fazer os saques em um caixa 24 horas, mas no local policiais que suspeitaram do comportamento da dupla ao perceber a presença dos militares.

De acordo com o tenente da PM Felipe Soares, durante a abordagem os suspeitos não sabiam informar o motivo de estar com cartões em nome de outra pessoa.

— Eles ficaram muito nervosos, não conseguiram explicar porque de estar com aqueles pertences e então foram feitas diligências próximas dali e a gente conseguiu localizar o veículo.

Ainda segundo o tenente, após os suspeitos saírem da farmácia uma busca foi feita e o carro foi encontrado. No veículo a polícia encontrou uma replica de arma de fogo usada no assalto e o pacote com os pinos vazios de cocaína.

— Dentro do veículo havia uma réplica de arma de fogo e pinos vazios utilizados para o tráfico de droga.

O carro e cerca de R$ 350 reais do motorista levados pelos criminosos foram recuperados pelos militares. O dinheiro foi obtido com as corridas do dia.

Um adolescente de 16 anos foi apreendido e um homem de 29 anos foi preso. Os dois são suspeitos de envolvimento em homicídios. O maior tinha também passagem por roubo e tráfico de drogas.

— Eles são apontados como gerente do tráfico de drogas. Um dos autores presos narrou  que o carro seria utilizado para cometimento de outros crimes.

O motorista, feito refém pelos falsos passageiros, pensou que ia morrer e só reconheceu que era a polícia pela farda.

— Quando a polícia chegou, eu não sabia quem eram quem ainda. Ainda fiquei naquela, sem saber o que fazer, até que eu vi a farda da polícia, ai acabou.