Minas Gerais Polícia investiga envenenamento de 30 animais no interior de MG

Polícia investiga envenenamento de 30 animais no interior de MG

Cães e gatos teriam sido intoxicados com veneno de rato, diz veterinário; caso aconteceu na cidade de Monte Carmelo

Moradores de Monte Carmelo, a 484 km de Belo Horizonte, denunciam a morte de 30 cães e gatos na cidade. A suspeita é que os animais tenham sido envenenados com chumbinho, usado para matar ratos. A Polícia Civil abriu um inquérito e investiga o caso.

Alguns dos bichos mortos eram de rua e outros tinham donos. Uma moradora que não quis se identificar conta que a cadela dela carinhosamente chamada de “Pretinha”, não sobreviveu.

Veja também: Cães são envenenados em hotel para cachorros em Belo Horizonte

— Quando eu assobiava, ela vinha, mas assobiei e ela ficou com a cabeça baixa. A minha vizinha falou ‘pode ir lá, porque a sua Pretinha está morrendo, ela está envenenada’. E não fazia mal para ninguém. Até hoje, quando eu saio, sinto falta dela todo dia. Minha netinha amava brincar com ela.  

Cadela "Pretinha" foi uma das vítimas

Cadela "Pretinha" foi uma das vítimas

Reprodução / Record TV Minas

Protetores de animais levaram os animais a um veterinário, que confirmou a causa da morte dos cães e gatos.

O biólogo Murilo Antônio de Vasconcelo explica que o chumbinho não tem cheiro e o alimento envenenado consegue disfarçar o material e contaminar os bichos.

— Além disso, quando está no sistema gastrointestinal do animal, ele é facilmente absorvido.

Últimas