Minas Gerais Secretária de Educação de Minas Gerais renuncia ao cargo

Secretária de Educação de Minas Gerais renuncia ao cargo

Comunicado do governo não esclarece o que motivou a decisão da gestora que estava à frente da pasta desde o início do governo

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Julia foi responsável por implantar aulas remotas na pandemia

Julia foi responsável por implantar aulas remotas na pandemia

Divulgação / Governo de MG / Luiz Santana

O Governo de Minas Gerais anunciou, nesta sexta-feira (5), a renúncia da secretária de Educação, Julia Sant'Anna. A carioca estava na equipe de Romeu Zema (Novo) desde o início da gestão, em 2019.

Segundo o comunicado da pasta, a decisão de deixar o cargo foi de Julia. O motivo não foi revelado. "O governador lamenta a saída da secretária, mas respeita sua decisão e agradece ao empenho e dedicação nesses anos", informa a nota.

Entre os desafios de Julia na gestão está a implantação do sistema de aulas remotas durante a pandemia de Covid-19. As escolas foram fechadas em março de 2020. Em maio, o Estado estreou o programa Se Liga na Educação, com aulas pela TV estatal, além de vídeos e materiais de estudo disponibilizados pela internet.

A obrigatoriedade das aulas presenciais na rede estadual só aconteceu em novembro de 2021. Durante o período da pandemia, a Secretaria de Educação enfrentou paralisações por reajuste salarial e contra as medidas de retorno às atividades presenciais. O assunto chegou a ser judicializado.

Julia será substituida por Igor de Alvarenga, atual subsecretário de Articulação Educacional. Segundo o Governo, Alvarenga é um "servidor de carreira da rede estadual de ensino de Minas Gerais, onde atuou como professor e diretor escolar".

"Em continuidade ao bom trabalho realizado, o governador deseja sucesso para o novo secretário. A nomeação de Igor de Alvarenga será publicada neste sábado (6), no Diário Oficial de Minas Gerais", conclui o comunicado.

Últimas