Minas Gerais Terrenos vazios de BH podem ser usados como hortas comunitárias

Terrenos vazios de BH podem ser usados como hortas comunitárias

Projeto pode ser desenvolvido em lotes da prefeitura ou privados, desde que com autorização dos donos; inscrições estão abertas

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Estão abertas as inscrições para o projeto da Prefeitura de Belo Horizonte que permite a criação de hortas comunitárias em terrenos vazios encontrados pela cidade. O cadastro pode ser feito até o próximo dia 2 de dezembro, pelo site do Executivo municipal (veja as instruções abaixo).

BH já tem 41 horas comunitárias

BH já tem 41 horas comunitárias

Divulgação / PBH

A iniciativa tem como objetivo criar uma fonte de renda para a comunidade, além de transformar áreas ociosas em unidades de produção agroecológica, que é uma vertente da agricultura pensada sob uma ótica ecológica.

Os lotes podem tanto ser da prefeitura, quanto privados, desde que com autorização do proprietário. Além de solicitar a produção em espaços sem uso, os interessados também podem plantar em uma das 41 unidades produtivas já existentes na cidade.

Darklane Rodrigues, subsecretária de Segurança Alimentar e Nutricional de Belo Horizonte, explica que para abrir novas áreas produtivas, é preciso que o pedido seja feito por um grupo composto por ao menos três núcleos familiares.

Caso a demanda seja autorizada pelo município, a prefeitura vai oferecer treinamentos, orientação técnica e insumos para os produtores que terão autonomia na gestão do espaço.

"Tem grupos que separam a área de cada um dentro de um grande terreno e junta a produção na hora de comercializar. Outros já liberam para todas as pessoas trabalharem em toda área, vendem tudo junto e dividem o valor. Toda a renda produzida na área produtiva é do agricultor e da agricultora", detalha Darklane.

Dados da prefeitura apontam que a cidade tem atualmente aproximadamente 300 agricultores cadastrados. O projeto foi iniciado em 1993. Eles trabalham em terrenos que somam uma área cultivada de 88 mil m². O município também desenvolve projeto de hortas em 151 escolas e 40 centros de saúde e órgãos institucionais.

No aperto

O projeto será destaque em reportagem da série "No Aperto", da Record TV Minas, que vai ao ar no Balanço Geral MG, a partir das 11h50, nesta quinta-feira (11), mostrando recursos que podem ajudar a população a driblar a crise financeira.

A série é dividida em três episódios. No primeiro, especialistas explicam o impacto da inflação na vida da população. O segundo aborda a disparada dos preços de diferentes produtos, como alimentos e combustível.

Serviço:

Cadastro para hortas comunitárias em BH

Data para inscrição: 1º de novembro a 2 de dezembro de 2021

Site para cadastro: www.prefeitura.pbh.gov.br/smasac/susan/fomento/sistemas-de-producao/coletivas-e-comunitarias

Veja os locais com hortas comunitárias em Belo Horizonte:

Últimas