Empresa de ônibus no Recife faz demissão em massa, denuncia sindicato

De acordo com o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE), a ação se deu por conta da redução da demanda por transporte por ônibus no Estado

De acordo com o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE), a ação se deu por conta da redução da demanda por transporte por ônibus no Estado

De acordo com o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE), a ação se deu por conta da redução da demanda por transporte por ônibus no Estado

Folha de Pernambuco

Em meio à pandemia por conta do coronavírus, a empresa de ônibus Transcol demitiu cerca de 100 rodoviários - motoristas e cobradores - na manhã desta terça-feira (31) no Recife. De acordo com o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE), que respondeu pela Transcol, a ação se deu por causa da redução da demanda por transporte coletivo na Região Metropolitana do Recife (RMR).

O Sindicato dos Rodoviários e os profissionais demitidos realizaram um ato na frente da garagem da Transcol, na Guabiraba, bairro da Zona Norte do Recife, pedindo uma reunião com a empresa. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) e o Grande Recife Consórcio de Transportes informaram que irão participar dos debates por uma solução.

Ao chegar para o trabalho, mais de 100 rodoviários foram surpreendidos com as demissões. De acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Aldo Lima, a empresa passou por cima de uma orientação do sindicato, para que não fossem demitidos os funcionários ou tivessem salários suspensos durante a pandemia. “Eles não avisaram nem os profissionais que vieram trabalhar normalmente. Tem gente com mais de 20 anos de empresa sendo demitida nessa situação”, contou. 

Leia também:
Ônibus municipais do Brasil podem parar em 5 de abril, diz presidente de entidade do setor
Ônibus da RMR deverão circular com passageiros sentados; Governo intensifica fiscalização

De acordo com a Urbana-PE, o sistema de transporte coletivo passa por um período de dificuldades devido ao isolamento social para conter a disseminação da Covid-19 e esse cenário repercutiu nas decisões tomadas pela empresa. A representante da empresa que realizou as demissões ainda salientou que o cenário de crise repercutiu diretamente na operação do serviço, uma vez que o custeio do serviço depende da quantidade de passageiros transportados e da arrecadação tarifária.

Durante a tarde desta terça-feira (31), representantes da Seduh e do Grande Recife receberão integrantes do Sindicato dos Rodoviários para debater medidas que possam minimizar os cortes e construir alternativas para o setor. A secretaria ainda pontuou que o enfrentamento dos problemas trazidos pela pandemia estão sendo enfrentados em todo o país.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

+ Coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo  + Coronavírus na Política + Coronavírus na Economia + Coronavírus em Diversão&Arte + Coronavírus no Esporte