FPF cogita cancelar Estadual caso competição não retorne até setembro

Presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, indicou, porém, que esse é o plano B, citando que federações e CBF ainda pretendem disputar todos os torneios programados para 2020

Presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, indicou, porém, que esse é o plano B, citando que federações e CBF ainda pretendem disputar todos os torneios programados para 2020

Presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, indicou, porém, que esse é o plano B, citando que federações e CBF ainda pretendem disputar todos os torneios programados para 2020

Folha de Pernambuco

Setembro. Esse é o prazo final para o retorno do Campeonato Pernambucano 2020. Quem afirma é o presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho. De acordo com o mandatário, caso a competição não retorne até o mês em questão, o Estadual precisará ser cancelado, sem declarar o campeão ou clubes rebaixados. Todos os certames do Brasil foram paralisados por conta da pandemia do novo coronavírus.

"Essa é uma avaliação nossa e da maioria das federações. Todas as opções foram colocadas à mesa e essa foi uma delas. Se nenhum Estadual voltar até setembro, nós precisaremos cancelar a competição. É uma decisão que será conjunta. Ou todos (estados) fazem, ou ninguém. Mas, que fique claro, esse é o plano B. O plano A é conseguir disputar o campeonato até o fim e, consequentemente, iniciar os torneios nacionais", afirmou o presidente.

Evandro também explicou por quais motivos o cancelamento do Estadual não resultará em um campeão. "Se um torneio é anulado, ele não gera efeito jurídico. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) já se posicionou sobre isso. Com isso, a classificação para Série D e Copa do Brasil de 2021 seria baseada no desempenho dos clubes no Pernambucano de 2019", ressaltou.

Leia também:
Náutico de olho no meia Dadá Belmonte
Após estreia, Bruninho projeta evolução no Sport
FPF suspende Estadual por tempo indeterminado