Isolamento social segue em queda no penúltimo dia útil da quarentena

Todas as cinco cidades incluídas na medida mais rígida apresentaram queda em relação à quinta-feira da semana passada

Todas as cinco cidades incluídas na medida mais rígida apresentaram queda em relação à quinta-feira da semana passada

Todas as cinco cidades incluídas na medida mais rígida apresentaram queda em relação à quinta-feira da semana passada

Folha de Pernambuco

A taxa de adesão ao isolamento social nas cinco cidades em quarentena na Região Metropolitana do Recife (RMR) caiu nessa quinta-feira (28), penúltimo dia útil da medida, em relação à quinta-feira anterior (21). Segundo dados do Instituto In Loco, o maior índice nos cinco municípios foi registrado em Olinda, com 50,2% - 2,2 pontos percentuais a menos em comparação com a semana passada. A média em Pernambuco ficou em 45,9%, a quarta maior do país.

No Recife, a taxa foi de 50,2%, ante 52,4% da quinta-feira passada. Nas demais cidades em quarentena, índices abaixo de 50%. Em São Lourenço da Mata, 47,9% da população aderiu ao isolamento. Na semana anterior, havia sido 49,0%. Em Camaragibe, queda de 2,8 pontos percentuais: de 50,2% para 47,4% nessa quinta. A pior adesão ocorreu em Jaboatão dos Guararapes, com 46,7%. Na quinta anterior, o município contabilizou 48,4%.

Leia também:
Isolamento social cresce em Caruaru com feriado antecipado
Isolamento social cresce 10% na primeira semana de quarentena mais rígida


Autoridades sanitárias recomendam 70% de isolamento social como taxa ideal para combater de forma mais eficaz a propagação da Covid-19. Mais uma vez, nenhuma cidade pernambucana atingiu o índice. O primeiro lugar no ranking estadual ficou com Salgadinho, no Agreste, onde houve 53,3% de adesão. Em segundo, Palmeirina, também no Agreste, com 52,6%. Em terceiro, com 51,9%, a Ilha de Itamaracá, na RMR, que anunciou mais restrições e irá proibir a entrada de pessoas que não sejam moradores ou trabalhem na cidade.

O pior índice de isolamento foi mais uma vez de Fernando de Noronha. A ilha, que flexibilizou a quarentena no início desta semana, registrou apenas 26,0% de adesão. Os dados são coletados a partir da geolocalização dos celulares da população. Em Pernambuco, os números das cidades são divulgados pelo Painel Isolamento Social, do Ministério Público.

Comparação entre as quintas-feiras de quarentena
Recife: de 52,4% para 50,2% - queda de 2,2 pontos percentuais
Jaboatão dos Guararapes: de 48,4% para 46,7% - queda de 1,7 ponto percentual
Olinda: de 51,8% para 50,4% - queda de 1,4 ponto percentual
Camaragibe: de 50,2% para 47,4% - queda de 2,8 pontos percentuais
São Lourenço da Mata: de 49,0% para 47,9% - queda de 1,1 ponto percentual

As cidades com maior adesão ao isolamento na quinta-feira (28)
1º Salgadinho 53,3%
2º Palmeirina 52,6%
3º Ilha de Itamaracá 51,9%
4º Carnaubeira da Penha 51,6%
5º Xexéu 51,5%
6º Santa Filomena 51,1%
7º Olinda 50,4%
8º Recife 50,2%

9º Verdejante 48,8%
10º Paulista 48,3%
12º São Lourenço da Mata 47,9%
15º Camaragibe 47,4%
20º Jaboatão dos Guararapes 46,7%


Em negrito, as cidades em quarentena até 31 de maio

As cidades com menor adesão ao isolamento na quinta-feira (28)
176º Jurema 34,9%
177º Trindade 34,7%
178º Santa Cruz da Baixa Verde 34,4%
179º Cachoeirinha 33,6%
180º Primavera 33,5%
181º Carnaíba 33,2%
182º Araçoiaba 32,8%
183º Paranatama 32,6%
184º Lagoa do Ouro 31,5%
185º Fernando de Noronha (distrito) 26,0%

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

+ Coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo  + Coronavírus na Política + Coronavírus na Economia + Coronavírus em Diversão&Arte + Coronavírus no Esporte