Folha de Pernambuco Isolamento social segue em queda no penúltimo dia útil da quarentena

Isolamento social segue em queda no penúltimo dia útil da quarentena

Todas as cinco cidades incluídas na medida mais rígida apresentaram queda em relação à quinta-feira da semana passada

Todas as cinco cidades incluídas na medida mais rígida apresentaram queda em relação à quinta-feira da semana passada

Todas as cinco cidades incluídas na medida mais rígida apresentaram queda em relação à quinta-feira da semana passada

Folha de Pernambuco

A taxa de adesão ao isolamento social nas cinco cidades em quarentena na Região Metropolitana do Recife (RMR) caiu nessa quinta-feira (28), penúltimo dia útil da medida, em relação à quinta-feira anterior (21). Segundo dados do Instituto In Loco, o maior índice nos cinco municípios foi registrado em Olinda, com 50,2% - 2,2 pontos percentuais a menos em comparação com a semana passada. A média em Pernambuco ficou em 45,9%, a quarta maior do país.

No Recife, a taxa foi de 50,2%, ante 52,4% da quinta-feira passada. Nas demais cidades em quarentena, índices abaixo de 50%. Em São Lourenço da Mata, 47,9% da população aderiu ao isolamento. Na semana anterior, havia sido 49,0%. Em Camaragibe, queda de 2,8 pontos percentuais: de 50,2% para 47,4% nessa quinta. A pior adesão ocorreu em Jaboatão dos Guararapes, com 46,7%. Na quinta anterior, o município contabilizou 48,4%.

Leia também:
Isolamento social cresce em Caruaru com feriado antecipado
Isolamento social cresce 10% na primeira semana de quarentena mais rígida


Autoridades sanitárias recomendam 70% de isolamento social como taxa ideal para combater de forma mais eficaz a propagação da Covid-19. Mais uma vez, nenhuma cidade pernambucana atingiu o índice. O primeiro lugar no ranking estadual ficou com Salgadinho, no Agreste, onde houve 53,3% de adesão. Em segundo, Palmeirina, também no Agreste, com 52,6%. Em terceiro, com 51,9%, a Ilha de Itamaracá, na RMR, que anunciou mais restrições e irá proibir a entrada de pessoas que não sejam moradores ou trabalhem na cidade.

O pior índice de isolamento foi mais uma vez de Fernando de Noronha. A ilha, que flexibilizou a quarentena no início desta semana, registrou apenas 26,0% de adesão. Os dados são coletados a partir da geolocalização dos celulares da população. Em Pernambuco, os números das cidades são divulgados pelo Painel Isolamento Social, do Ministério Público.

Comparação entre as quintas-feiras de quarentena
Recife: de 52,4% para 50,2% - queda de 2,2 pontos percentuais
Jaboatão dos Guararapes: de 48,4% para 46,7% - queda de 1,7 ponto percentual
Olinda: de 51,8% para 50,4% - queda de 1,4 ponto percentual
Camaragibe: de 50,2% para 47,4% - queda de 2,8 pontos percentuais
São Lourenço da Mata: de 49,0% para 47,9% - queda de 1,1 ponto percentual

As cidades com maior adesão ao isolamento na quinta-feira (28)
1º Salgadinho 53,3%
2º Palmeirina 52,6%
3º Ilha de Itamaracá 51,9%
4º Carnaubeira da Penha 51,6%
5º Xexéu 51,5%
6º Santa Filomena 51,1%
7º Olinda 50,4%
8º Recife 50,2%

9º Verdejante 48,8%
10º Paulista 48,3%
12º São Lourenço da Mata 47,9%
15º Camaragibe 47,4%
20º Jaboatão dos Guararapes 46,7%


Em negrito, as cidades em quarentena até 31 de maio

As cidades com menor adesão ao isolamento na quinta-feira (28)
176º Jurema 34,9%
177º Trindade 34,7%
178º Santa Cruz da Baixa Verde 34,4%
179º Cachoeirinha 33,6%
180º Primavera 33,5%
181º Carnaíba 33,2%
182º Araçoiaba 32,8%
183º Paranatama 32,6%
184º Lagoa do Ouro 31,5%
185º Fernando de Noronha (distrito) 26,0%

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

+ Coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo  + Coronavírus na Política + Coronavírus na Economia + Coronavírus em Diversão&Arte + Coronavírus no Esporte

Últimas