Christina Lemos Crise no Amapá: Alcolumbre cobra de Guedes auxílio a vítimas

Crise no Amapá: Alcolumbre cobra de Guedes auxílio a vítimas

Presidente do Senado já sabe que não haverá prorrogação do auxílio emergencial. Nova reunião está prevista para hoje sobre alternativas

  • Christina Lemos | Chris Lemos, da Record TV

Davi Alcolumbre, presidente do Senado

Davi Alcolumbre, presidente do Senado

REUTERS/Adriano Machado

O presidente do Senado (DEM-AP), Davi Alcolumbre, se reúne nesta quarta-feira (18) com om presidente Jair Bolsonaro para tratar de alternativas para ajudar as famílias vítimas dos seguidos apagões no Amapá. Ele deseja se encontrar primeiro com os ministros Paulo Guedes, da Economia, e Bento Albuquerque, de Minas e Energia, para discutir uma possível ajuda financeira. 

"A situação está muito difícil lá e temos de resguardar estas famílias", afirma interlocutor próximo ao senador. "Ele tem conversado com o presidente Bolsonaro e com o ministro Guedes nesta linha".

Amapá tem novo apagão e 13 cidades ficam sem energia elétrica

A prorrogação do auxílio emergencial em mais duas parcelas para as famílias carentes do Amapá, determinada pela Justiça, não é a saída que o governo pretende adotar. Tanto que a AGU (Advocacia Geral da União) decidiu recorrer da decisão.

A concessão do auxílio emergencial não é possível por conta da existência de uma barreira técnica, além da financeira: não pode ser prorrogado porque foi aprovado exclusivamente pelo Congresso para ajudar vítimas da pandemia.

Últimas