Tenha uma mente inovadora

Reprodução

Desde as décadas 50 e 60 o tema criatividade vem sendo abordado e muito comentado. Vários livros e manuais foram lançados para incentivar o uso da criatividade. Entretanto, hoje, mais do que nunca, a criatividade não precisa ser abordada apenas para fins acadêmicos. Quando se fala em criatividade muitos se lembram de grandes obras de arte, pinturas, esculturas e assim, deixando que a criatividade transforme-se em algo previsível.

Entretanto, devemos trazer esse assunto para os dias atuais. Desmistificando a criatividade e não só inovando o que acredita-se ser a criatividade.

As empresas, mesmo antes da pandemia, já careciam de inovação. Só utilizar o ctrl+c e ctrl-v nas ideias dos outros é fácil demais, e por isso não atrai novos olhares.

A criatividade é um benefício que além de acrescentar na vida das pessoas, amplifica mensagens e negócios. Uma empresa que não inova, não se destaca, não chega até o objetivo. Esperar cair do céu clientes, continuar na expectativa sem agir, é egocêntrico demais.

No contexto empresarial, ser criativo é sempre visto com muito bons olhos. Ter ideias inovadoras é um diferencial que não deve ser desprezado, com achismos e preconceitos, mas deve-se investir cada vez mais, cooperando com o seu ambiente empresarial. Com dificuldades em meio à pandemia? Pensando em desistir? Antes, tente inovar. Coloque essa cabeça para funcionar. Inspire-se. Tente novas possibilidades, INOVE. Confira 6 dicas para alimentar uma mente criativa.

1. Seja antenado

Informações e referências são necessárias para que o conjunto dê um novo resultado. Manter-se antenado é mais do que se distrair, é uma forma de coletar informações para criar novas ideias e evoluir aquelas que estavam travadas em seus pensamentos.

É necessário entender como as coisas funcionam. Quanto mais informações você tiver, um leque de possibilidades se abrem para serem desbravadas e para isso, seja curioso. Leia tudo, converse sobre tudo, sem amarras. Desta forma sua mente estará alimentada. Reserve um tempo do seu dia para ler notícias, ler um capítulo de um novo livro. Escolha bem o conteúdo que você consome para que se alinhe com os seus objetivos.

2. Conte suas ideias e ouça as pessoas

Falar e ouvir, é primordial que informações sejam trocadas. Dê espaço para que outras pessoas à sua volta possam falar. Dê ouvidos para aqueles que podem acrescentar as suas ideias. Peça ajuda, converse sobre as suas dificuldades.

Trocar experiências traz aperfeiçoamento das suas ideias. As pessoas resolvem problemas de formas diferentes e dentro de todas essas formas e jeitos, você encontrará a peça que faltava para a sua conclusão.

3. Tenha tempo de qualidade para pensar

Apenas se encher todos os dias de conteúdo não te trará boas conexões de ideias. É necessário que tenha tempo para que coloque os pensamentos em dia. Ter o seu próprio momento, um alívio para uma mente que trabalha 24/7.

Caso haja problemas, não continue insistindo quando já estiver com as energias esgotadas. Vá para outro projeto, não invista no erro, só irá demorar mais para arranjar uma solução. Mente esgotada não trabalha, lembre-se disso sempre. Se dê seu tempo de qualidade.

4. Errar faz parte processo

Errar faz parte do aprendizado, impedir que cometa erros e desperdiçar novos aprendizados. Se permita errar e transformar o erro em acerto. Errar te faz um excelente aprendiz, até porque só se erra tentando acertar. Não se sentir cupado por certas dificuldades impede a evolução. Continue errando até acertar, todo esforço é necessário para que algo inovador seja criado.

O problema não é o erro em si, é não aprender nada com ele. Inovar consiste em consertar erros para que tudo funcione. Outro ponto importante é aceitar ouvir ideias alheias, dessas ideias podem surgir soluções geniais. Talvez você não se sinta confiante em ouvir, mas lembre-se que no diferente que nasce ideias novas. Quando você estiver gerando novas ideias primeiro desenvolva a ideia mesmo que ela seja loucura e depois você vem corrigindo para que se torne uma realidade.

Não tenha medo, enfrente seus próprios estereótipos.

5. Adapte, transforme e misture ideias

Reutilize, transforme suas ideias que já estão paradas, e algo novo surgirá. Fazer junções evita o desperdício das ideias que foram criadas em sua mente.

Todos nós sabemos que o esgotamento mental existe, e não precisa atingi-lo para compreender como funciona. Portanto, aproveite cada canto de ideia que estiver dentro da sua cabeça, reciclando e criando novas conexões.

6. Tenha um local para anotar tudo

Não deixe suas ideias caírem no esquecimento. Lapsos de criatividade podem ocorrer a qualquer momento e não pode deixar passar. Com a correria do dia a dia

acabamos deixando passar informações importantes e é nesse momento de cansaço que informações importantes são perdidas ou parcialmente esquecidas.

Anote as suas ideias e conseguirá recordar corretamente o que estava imaginando. Quem anota consegue fazer até mesmo conexões com ideias que estão anotadas, sem precisar de grandes esforços mentais. Escreva, desenhe e esboce as ideias que tiver! O importante é tirar essa carga da sua cabeça e deixá-la livre para trabalhar.

Não há mais escapatória. Ser criativo não é sinônimo de cafona.Ser criativo é investir em sua mente e isso reflete no seu desempenho como pessoa, como empreendedor ou como colaborador.

Últimas