Luiz Fara Monteiro Airbus planeja ecossistema de conectividade sem fio baseado no espaço

Airbus planeja ecossistema de conectividade sem fio baseado no espaço

Projeto visa futuros serviços globais de conectividade sem fio combinando satélites e HAPS

Zephyr, da Airbus: conectividade em plataforma de alta altitude

Zephyr, da Airbus: conectividade em plataforma de alta altitude

Airbus - Divulgação

Airbus, Nippon Telegraph and Telephone Corporation (NTT), NTT DOCOMO, INC. (DOCOMO) e SKY Perfect JSAT Corporation (SKY Perfect JSAT) anunciaram em conjunto que começaram a estudar a viabilidade de colaborar em futuros serviços de conectividade baseados em estações de plataforma de alta altitude (HAPS) como parte de um futuro ecossistema de conectividade sem fio baseado no espaço.

Lançado com um memorando de entendimento, o estudo visa identificar os requisitos iniciais de implantação de uma rede baseada em HAPS. A colaboração investigará o uso do Airbus Zephyr, o principal sistema aéreo não tripulado de asa fixa, movido a energia solar, e as redes de comunicação sem fio da NTT, DOCOMO e SKY Perfect JSAT para testar a conectividade HAPS, identificar práticas aplicativos, desenvolver as tecnologias necessárias e, finalmente, lançar serviços de banda larga sem fio baseados no espaço.

No esforço global para avançar ainda mais o 5G e, eventualmente, introduzir o 6G, estão em andamento iniciativas para expandir a cobertura em todo o mundo, inclusive nos oceanos e no ar, bem como em áreas remotas e de difícil acesso. Tais iniciativas incluirão HAPS, que voam na estratosfera cerca de 20 km acima da Terra, e tecnologias de rede não terrestre (NTN) usando satélites de órbita geoestacionária (GEO) e satélites de baixa órbita terrestre (LEO).

As redes HAPS são consideradas uma solução relativamente fácil para conectividade aérea e marítima e uma plataforma eficaz para a implantação de contramedidas de desastres, além de ter muitas aplicações industriais. Espera-se que o fornecimento de serviços de rede de acesso de rádio baseados no espaço usando tecnologias NTN, coletivamente chamados de Space RAN (rede de acesso de rádio), ofereça suporte a comunicações móveis em todo o mundo com cobertura ultra ampla e resistência a desastres aprimorada, bem como 5G e 6G aprimorados.

Além disso, as plataformas HAPS também podem se interconectar ao gateway de rede terrestre mais próximo e estender o alcance dos serviços móveis existentes diretamente aos dispositivos do usuário final, fornecendo opções de serviço, incluindo conectividade rural, de emergência e marítima.

Com a assinatura do memorando, as quatro empresas discutirão e identificarão possíveis desenvolvimentos futuros necessários para desbloquear futuros serviços de conectividade baseados em HAPS, fazer lobby para padronização e institucionalização de operações HAPS e explorar modelos de negócios para comercializar serviços HAPS.

Temas específicos incluirão a aplicabilidade do HAPS para conectividade móvel no solo e backhaul de estação base,1 o desempenho de várias bandas de frequência em sistemas HAPS, as considerações tecnológicas para conectar o HAPS com satélites e estações base terrestres e o estabelecimento de um sistema cooperativo para testar uma rede que combina tecnologia NTN, satélites e HAPS.

Conforme anunciado separadamente em 15 de novembro de 2021, a DOCOMO e a Airbus realizaram com sucesso um teste de propagação entre o solo e uma aeronave HAPS “Zephyr S” na estratosfera, demonstrando a possibilidade de fornecer comunicação estável com tal configuração.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas