R7 Planalto Após acordo, partidos definem mesa da Câmara; veja lista

Após acordo, partidos definem mesa da Câmara; veja lista

Novo entendimento amplia participação do bloco derrotado, que havia ficado praticamente sem espaço após decisão de Lira

  • R7 Planalto | Mariana Londres, de Brasília

Após acordo, partidos definem nomes para mesa da Câmara

Após acordo, partidos definem nomes para mesa da Câmara

Joédson Alves/EFE - 01.02.2021

Após acordo fechado na reunião de líderes desta terça-feira (2), adiada várias vezes enquanto não havia entendimento, os maiores partidos e blocos da Câmara indicaram os nomes dos deputados que concorrerão a cargos na mesa diretora. A votação está marcada para esta quarta-feira (3), às 10h. 

Os indicados pelos partidos, que ainda têm até as 20h desta terça-feira para fazer os registros, serão os deputados abaixo: 

1º Vice: PL, deputado Marcelo Ramos (AM)
2º Vice: PSD, deputado André de Paula (PE)
1º Secretário: PSL, deputado Luciano Bivar (PE)
2º Secretário: PT, deputada Marília Arraes (PE)
3º Secretário: PSB, deputado Marcelo Nilo (BA)
4º Secretário: Republicanos, deputada Rosângela Gomes (RJ)

Pelo acordo fechado, foi ampliado o espaço que será ocupado pelo bloco de oposição a Arthur Lira (PP-AL). O bloco é o que se uniu em torno da candidatura derrotada de Baleia Rossi (MDB-SP), com partidos do centro e da oposição, como o PT. 

O bloco perdeu o prazo de registro antes da eleições desta segunda (1º), mas havia sido aceito pelo então presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ). Após ser eleito, Arthur Lira (PP-AL) revogou a decisão anterior de Maia e desconsiderou a formação do bloco. Com a decisão, mudou a proporcionalidade dos blocos, e com a nova distribuição o bloco de Baleia e a oposição ficariam com apenas um cargo na mesa. Agora terão dois, o do PT e o do PSB. 

Durante toda esta terça-feira, após um mal-estar com a decisão de Lira, houve reuniões na Casa e o PDT recorreu ao STF. A reunião de líderes, que inicialmente estava marcada para as 14h, foi adiada para 15h e depois para 17h, quando finalmente ocorreu.

Após a reunião, o clima na Casa já era outro. Integrantes do bloco de Baleia e da oposição ficaram satisfeitos com o acordo oferecido por Lira. As quatro suplências ficarão divididas entre o bloco de Lira e Baleia, com dois cargos para cada bloco.

Lira foi eleito presidente da Câmara dos Deputados, nesta segunda-feira (1º), com 302 votos, em primeiro turno. Seu primeiro ato foi a anulação do bloco de seu principal adversário na disputa, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP).

Últimas