R7 Planalto Câmara aprova projeto de estímulo à navegação entre portos nacionais

Câmara aprova projeto de estímulo à navegação entre portos nacionais

Texto, conhecido como BR do Mar, segue agora para Senado. Executivo espera aumentar frota e impulsionar modal no transporte de cargas

Na imagem, Porto de Santos (SP)

Na imagem, Porto de Santos (SP)

Arquivo Agência Brasil

O plenário da Câmara dos Deputados concluiu nesta terça-feira (8) a votação do projeto de lei que prevê estímulo à navegação de cabotagem. O texto, conhecido como BR do Mar, segue agora para análise do Senado Federal.

Regras mais flexíveis para afretamento de embarcações estrangeiras para uso na cabotagem são a espinha dorsal do projeto. Dessa forma, o Executivo espera aumentar a frota e impulsionar a participação do modal no transporte de cargas.

Leia mais: Governo lança site sobre projeto de incentivo à cabotagem, o BR do Mar

Pela proposta, fica liberado de forma progressiva o uso de navios estrangeiros na navegação entre portos nacionais sem a obrigação de contratar a construção de embarcações em estaleiros brasileiros. Dessa forma, as empresas poderão afretar uma embarcação a caso nu, ou seja, alugar um navio vazio para uso na navegação de cabotagem.

O texto aprovado foi o do relator, deputado Gurgel (PSL-RJ), que aumentou de três para quatro anos o tempo de transição depois do qual o afretamento de navios estrangeiros será livre. Depois de um ano de vigência da lei, poderão ser dois navios, no segundo, três, e no terceiro ano, quatro. Daí em diante, será livre.

Veja também: Transporte marítimo de carga ainda resiste ao impacto do coronavírus

Os navios deverão navegar com suspensão da bandeira de origem. Empresas brasileiras também poderão operar com essas embarcações estrangeiras sem precisar contratar a construção de navios no Brasil.

*Com informações da Agência Câmara

Últimas