Pró-Brasil terá privatização do Porto de Santos, Eletrobrás e Telebrás

Carteira de projetos já está fechada pela Casa Civil após adiamento do lançamento de super pacote econômico com Renda Brasil nesta terça 

Privatização do Porto de Santos está na carteira de projetos

Privatização do Porto de Santos está na carteira de projetos

REUTERS/Amanda Perobelli

A Casa Civil fechou a carteira de projetos prioritários do Pró-Brasil. Divididos em dois eixos "Ordem", mudanças estruturantes em legislações e "Progresso", carteira de projetos. 

O governo estima que o plano possa atrair R$ 1 trilhão em investimentos em 10 anos e geração de 9 milhões de empregos. Entre os projetos da carteira estão as privatizações do Porto de Santos, Eletrobrás e Telebrás. Medidas precisam passar pelo Congresso e por isso cada frente terá um ritmo de andamento. 

Carteira de projetos do Pró-Brasil

Eixo Ordem, em 5 frentes:

1. Pacto pela infraestrutura
- Casa Verde Amarela (Lançado em 25 Ago)
- Modernização do setor elétrico

2. Inclusão Social
- Renda Brasil

3. Transformação do Estado
- PEC do Pacto Federativo

4. Sustentabilidade Ambiental
- Novo marco legal do licenciamento

5. Ambiente de Negócios
- Acessão do Brasil à OCDE
- Autonomia do Banco Central
- Novo mercado de Gás

Eixo progresso, em duas frentes:

1. Investimentos privados
- Privatizações: Porto de Santos, Eletrobrás, Telebrás, Serpro, entre outras

2. Investimentos Públicos
- PPI: mais de 20 aeroportos, incluindo Viracopos (Campinas/SP)