R7 Planalto Vice-presidência do Senado tem impasse entre MDB e PSD

Vice-presidência do Senado tem impasse entre MDB e PSD

Partidos, juntamente com o presidente eleito Rodrigo Pacheco, tentam chegar em consenso antes da eleição, prevista para hoje

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar e Mariana Londres, do R7 em Brasília

Senador Veneziano Vital do Rêgo

Senador Veneziano Vital do Rêgo

Reprodução Senado Federal

Os senadores devem eleger, na tarde desta terça-feira (2), os integrantes da Mesa Diretora do Senado Federal para o biênio 2021-2022. No entanto, há impasse entre o MDB e o PSD para a vice-presidência. Rodrigo Pacheco (DEM-MG), eleito presidente da Casa, busca acordo para chapa única.

De acordo com interlocutores, o MDB, maior bancada da Casa, escolheu o senador Veneziano Vital do Rêgo (PB) para ocupar a vice-presidência. O PSD, por sua vez, optou por Lucas Barreto (AP). As siglas, contudo, não chegaram a nenhum acordo, e Pacheco entrou na jogada para buscar um nome de consenso.

Além da vice-presidência, os senadores devem eleger também para os cargos de quatro secretários e quatro suplentes. A primeira secretária é cobiçada pelo senador Irajá (PSD-TO).

As comissões também estão na mira dos senadores - a principal delas, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), deve ser comandada pelo ex-presidente Davi Alcolumbre (DEM-AP), enquanto a CAS (Comissão de Assuntos Sociais) com senador do PSD, a CRE (Comissão de Relações Exteriores), com Katia Abreu (PP-TO) e a CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) com Otto Alencar (PSD-BA).

Últimas