Após tossir em restaurante de Curitiba homem é agredido

Agressor acusou a vítima de ter Covid-19. Polícia Civil analisa as imagens

Um homem foi agredido essa semana em um restaurante de Curitiba porque teria se engasgado e tossido enquanto se alimentava. O agressor teria o acusado de estar contaminado com o novo coronavírus. Uma câmera de segurança do local flagrou o momento.

Quando a vítima conseguiu se levantar, o outro homem afirmava sem parar: “Você está com Covid”, mas ela respondia que não estava. O agressor lamentou que tinha familiares internados com a doença. A vítima respondeu que perdeu o pai por conta do coronavírus, mas isso não o dava direito de bater em outras pessoas. 

Após se engasgar e tossir, homem é agredido em restaurante

Após se engasgar e tossir, homem é agredido em restaurante

Reprodução

Após a agressão, o homem pediu desculpas e saiu do estabelecimento. Agora, a Polícia Civil analisa as imagens para identificá-lo.  Um boletim de ocorrência foi registrado.

Pandemia x problemas emocionais

A atitude desse rapaz reflete, além da intolerância e agressividade, problemas emocionais que se intensificaram muito na pandemia. O agressor mostrou enfrentar dificuldades para lidar com a pandemia e com o fato de ter familiares internados. A tosse do outro foi apenas um "gatilho para ele explodir”.

São várias as pesquisas que mostram o aumento do estresse, nervosismo, depressão e ansiedade durante esse período. Um estudo recente realizado pelo Institudo Gallup mostrou que a saúde mental dos americanos piorou de forma geral. Os únicos entrevistados que tiveram melhora no emocional foram aqueles que buscam frequentar uma igreja semanalmente. O que faz sentido porque diversos estudos, incluindo da Organização Mundial da Saúde (OMS), atestam que a fé influencia positivamente na saúde física, mental e biológica das pessoas.

Como cuidar da mente?

No início da pandemia vi muitas matérias falando sobre a importância de valorizar a família, a fé, os amigos, a saúde etc. Não faltaram posts lindos nas redes sociais falando sobre saudades, união, amor...

Então, cá pensei eu: “vamos aprender tantas coisas neste tempo difícil para todos”.
Me recordo, inclusive, de ter falado com amigos e familiares sobre como os motoristas estavam mais educados no trânsito. Mas, bastou muitas pessoas voltarem às suas atividades normais para as buzinas, as fechadas, as ultrapassagens retornarem... Escrever frases bonitas é fácil. Agir igual ao que se diz é que é difícil. E isso, infelizmente, é para poucos.

A agressividade no restaurante em Curitiba só reforça como a intolerância e os conflitos emocionais continuam crescendo e, por isso, é essencial que as instituições que buscam amparar os sofridos sigam abertas para auxiliar aqueles que querem e precisam.

Segundo pesquisa, pessoas que frequentam alguma igreja semanalmente tiveram melhora na saúde mental durante a pandemia

Segundo pesquisa, pessoas que frequentam alguma igreja semanalmente tiveram melhora na saúde mental durante a pandemia

Pixabay

A melhor forma de cuidar da saúde mental - além de evitar notícias ruins o dia todo, cuidar da alimentação, das emoções, buscar o equilíbrio -  é reconhecer quando se há um problema e buscar ajuda. Porque a verdade é que não são as dificuldades que fazem as pessoas melhorarem, aprenderem, evoluírem, mas sim a vontade de se querer fazer (e ser) diferente.

Ou seja, se não houver humildade e reconhecimento não há mudança.

Últimas