Rio de Janeiro "Brutal e covarde”, diz delegada sobre abuso contra idosa no RJ

"Brutal e covarde”, diz delegada sobre abuso contra idosa no RJ

Marido, de 83 anos, também foi agredido ao tentar defender a vítima que foi atacada por um pedreiro. Idoso permanece internado

Pedreiro foi preso por tentar estuprar idosa

Pedreiro foi preso por tentar estuprar idosa

Divulgação

A delegada que investiga o abuso sexual contra uma idosa de 69 anos em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, classificou o crime como "brutal e covarde".

Vanessa Martins, da Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Nova Iguaçu, ressaltou que a vítima e o marido, de 83 anos, que também foi agredido, não tinham condições de se defender.

“Foi bastante revoltante. Nós, policiais, estamos acostumados a lidar no nosso dia a dia com fatos graves. Mas o que nos causou [espanto] foi a brutalidade e a covardia de se aproveitar de um casal de idosos, que não tinha qualquer possibilidade de oferecer resistência à ação delitiva”, disse a delegada. 

O pedreiro suspeito do crime, que havia realizado uma serviço na residência do casal, foi preso após uma vizinha chamar a polícia. Ele vai responder por tentativa de estupro e tentativa de homicídio. 

De acordo com a delegada, a idosa precisou de atendimento em razão de ferimentos no pescoço e nas pernas. 

Já o marido está em estado grave no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) do Hospital Geral de Nova Iguaçu e respira com ajuda de aparelhos.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas