Coruja presa em linha chilena é resgatada em Niterói (RJ)

Ave não sofreu cortes e deve ser devolvida à natureza nesta noite. Mais de 600 animais silvestres foram resgatados em 2020 na cidade 

Coruja resgatada não teve ferimentos

Coruja resgatada não teve ferimentos

Reprodução

Uma coruja que estava presa em uma linha chilena foi resgatada pela CMA (Coordenadoria de Meio Ambiente) da Guarda Municipal, na manhã desta segunda-feira (11), no bairro Vital Brazil, em Niterói, Região Metropolitana do Rio.

Elefante-marinho é visto na praia do Arpoador no Rio

O animal não sofreu cortes, mas segue em observação pelos agentes e deve ser solto nesta noite.

A responsável pela CMA da Guarda Municipal de Niterói, Jociley Neve, ressaltou a importância de a população acionar o órgão para a realização do procedimento correto.

"Sempre que um morador encontrar um animal silvestre deve entrar em contato conosco através do telefone 153. Este é o quinto animal resgatado em um mês com linha chilena e quem for pego usando pode ser conduzido à delegacia, porque a utilização de linha chilena é proibida" disse Jociley Neves.

Ainda de acordo com ela, os animais resgatados são avaliados e, caso necessário, passam por processo de recuperação até serem devolvidos ao meio ambiente. Todos os profissionais são treinados para realizar adequadamente o salvamento.

Caso estejam feridos ou debilitados, vão para instituições parceiras como Cetas (Centro de Triagem de Animais Silvestres), Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) de Campo Grande ou para Instituto Vital Brazil, se for uma cobra venenosa.

Em 2020, mais de 600 animais silvestres já foram resgatados na cidade. Entre as espécies estão corujas, cobras, tartarugas, gambás, gavião, bicho-preguiça, entre outros.

Assista ao vídeo:

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira