Rio de Janeiro Polícia estoura criadouro clandestino de aves silvestres no RJ

Polícia estoura criadouro clandestino de aves silvestres no RJ

Segundo a polícia, mais de 100 aves estavam em gaiolas e viveiros inapropriados. O proprietário do local foi preso em flagrante

  • Rio de Janeiro | Mariene Lino, do R7*

Um criadouro clandestino de aves silvestres foi interditado nesta sexta-feira (15) em uma ação conjunta da Polícia Civil e do Inea (Instituto Estadual do Ambiente) em um condomínio no bairro Maria Paula, em Niterói, na região metropolitana do Rio.

Criadouro clandestino foi interditado

Criadouro clandestino foi interditado

Divulgação/Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro

Segundo a polícia, cerca de 100 aves foram encontradas em gaiolas e viveiros inapropriados.

Leia também: 'Só sobrou a roupa do corpo', diz vítima de incêndio em ocupação

Os agentes também acharam uma ave morta e materiais para a adulteração de anilhas fornecidas pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis).

O proprietário do local foi preso em flagrante e levado à 81ª DP (Itaipu). Segundo o Inea, ele vai responder por crime ambiental e será multado pela ilegalidade.

O instituto também informou que os pássaros apreendidos serão levados para o Parque Estadual da Serra da Tiririca, também em Niterói, unidade de conservação administrada pelo Inea. Os animais passarão por processo de triagem e serão devolvidos à natureza.

Leia também: Rio tem 28 regiões com alto risco para covid-19, aponta Prefeitura

Além disso, a equipe vai fazer o levantamento do número das anilhas e repassar o resultado à polícia para que se apure se as aves são legalizadas.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Paulo Guilherme

Últimas