Rio de Janeiro Polícia prende biólogo russo por traficar animais no RJ

Polícia prende biólogo russo por traficar animais no RJ

Homem foi detido pela prática de biopirataria com quase 200 animais silvestres vivos na BR-116, altura de Seropédica

Homem foi preso com quase 200 animais silvestres

Homem foi preso com quase 200 animais silvestres

Divulgação/Polícia Rodoviária Federal

Um biólogo russo foi preso pela Polícia Rodoviária Federal pelo crime de biopirataria, na madrugada desta sexta-feira (18). Ele foi detido na BR-116, na altura de Seropédica, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, com quase 200 animais vivos.

Os agentes apreenderam 50 aracnídeos de espécies variadas, 80 besouros, 25 sapos e 20 lagartos, que estavam na bagagem de mão do traficante. O criminoso confessou aos policiais que levaria os animais para a Rússia, com objetivo de pesquisa.

Segundo a polícia, o biólogo não portava passaporte original, pois o documento já havia sido retido pela Polícia Federal em São Paulo, quando ele foi preso no início deste ano.

O caso foi enquadrado na Lei de Crimes Ambientais e encaminhado à Polícia Federal na Praça Mauá. Os animais foram entregues ao Cetas (Centro de Triagem de Animais Silvestres), para que os trâmites legais sejam cumpridos.

De acordo com a polícia, o tráfico de aracnídeos, espécie bastante procurada pelos criminosos, pode movimentar milhões de dólares por ano. Compradores de todo o mundo se dispõem a pagar altas quantias por um exemplar considerado raro ou que tenha um atributo diferente dos demais.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas