Rio de Janeiro RJ abre licitação para concluir obras do Museu da Imagem e do Som

RJ abre licitação para concluir obras do Museu da Imagem e do Som

Secretário de Infraestrutura diz que obras devem ser terminadas um ano após retomada; investimento será de R$ 25 milhões

MIS deve ser aberto ao público em 2023

MIS deve ser aberto ao público em 2023

Divulgação/Governo do Estado

O Governo do Estado do Rio de Janeiro publicou no Diário Oficial desta quarta-feira (15) o edital de licitação para a retomada das obras do MIS, o Museu da Imagem e do Som. Os próximos passos previstos são a conclusão dos revestimentos e instalações do espaço.

Empresas especializadas devem entregar documentos de habilitação e propostas de preços no dia 21 de outubro na sede da Seinfra (Secretaria de Infraestrutura e Obras), em São Cristóvão, zona central do Rio.

O retorno das obras do MIS foi anunciado pelo governador Cláudio Castro no dia 6 de julho, no aniversário de Copacabana, zona sul do Rio, onde será a sede do museu. Na ocasião, foi determinado que o edital para a escolha da empresa que assumiria as obras deveria ser publicado em até 90 dias. A previsão é de que o espaço seja aberto em 2023.

Segundo o secretário de Infraestrutura e Obras, Max Lemos, a publicação antecipada do edital deverá acelerar o início dos trabalhos: "Prevemos que, uma vez iniciada a obra, ela será concluída em até um ano". De acordo com ele, serão investidos R$ 25 milhões para a realização dos revestimentos e instalações.

Para a retomada, estão previstas as publicações de sete editais de licitação. Além das instalações, devem ser feitos os sistemas de sonorização, iluminação, entre outros. Por fim, será implantada a museografia.

Atrasos na construção

A construção teve início em 2010 e, segundo o cronograma inicial, seria concluída em 2012, mas sofreu sucessivos atrasos e foi suspensa em setembro de 2016.

Desde o início das obras, já foram gastos R$ 79 milhões em recursos públicos e R$ 118 milhões captados pela iniciativa privada. As primeiras fases da construção incluíram demolição, fundação e execução da estrutura do edifício.

A nova sede do MIS será um boulevard vertical com 9.800 m² de área construída, divididos em oito pavimentos. Nos subsolos, haverá um auditório com capacidade para 280 lugares e uma boate, além dos camarins. No térreo, ficarão cafeteria e livraria.

Do primeiro ao quarto piso, serão recebidas exibições temporárias e permanentes, incluindo acervos sobre Carmem Miranda e Carnaval. Um restaurante com a visão da Praia de Copacabana ficará no mezanino entre o quarto piso e a cobertura, que também contará com um cinema a céu aberto.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Odair Braz Jr.

Últimas