São Paulo Conselho de Ética da Alesp deve votar caso contra Cury nesta 6ª

Conselho de Ética da Alesp deve votar caso contra Cury nesta 6ª

Deputado do Cidadania é acusado de tocar seio de Isa Penna (PSOL), durante sessão no plenário da Casa, em dezembro de 2020

  • São Paulo | Do R7

Deputado Fernando Cury é acusado de importunação sexual contra a colega Isa Penna

Deputado Fernando Cury é acusado de importunação sexual contra a colega Isa Penna

Alesp - 05.02.2021

O Conselho de Ética da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) deve votar nesta sexta-feira (5) às 10h o processo aberto por quebra de decoro parlamentar contra o deputado estadual Fernando Cury (Cidadania), acusado de tocar com a mão na lateral do seio da colega Isa Penna (PSOL) durante uma sessão no plenário da Casa, realizada no dia 16 de dezembro de 2020.

A votação havia sido adiada por 48 horas após pedidos de vistas dos deputados Wellington Moura (Republicanos) e Adalberto Freitas (PSL) para análise do documento redigido pelo relator. Ambos justificaram que precisavam de tempo antes de decidir a punição ao parlamentar.

O relator do caso, Emídio de Souza (PT), que havia definido em sessão virtual na manhã da última quarta-feira (3) o adiamento da votação, sugeriu a suspensão de Cury por seis meses, sem direito a qualquer benefício como parlamentar. Depois de votado pela Comissão de Ética, o relatório sobre Cury ainda precisa ser levado a plenário.

O caso

Um vídeo gravado por uma câmera da Alesp registrou o momento em que o deputado se aproxima da parlamentar, quando ela está próxima à mesa da presidência. Cury se posiciona por trás da deputada e passa a mão na altura do seio e da cintura. A parlamentar então retira a mão do colega. Em seguida, Cury põe a mão no ombro de Penna, que afasta novamente a mão dele.

"Não é um caso isolado. A gente vê a violência política institucional a todo tempo contra as mulheres. O que dá direito a alguém de encostar em uma parte íntima do meu corpo? É o meu corpo. Eu tenho o direito de estar aqui sem ser apalpada e assediada", afirmou Isa Penna na ocasião.

Já Fernando Cury rebateu: "Não houve de forma alguma tentativa de assédio, de importunação sexual ou de qualquer outra coisa com algum nome semelhante a este. Eu nunca fiz isso na minha vida toda. Se a deputada Isa Penna se sentir ofendida pelo abraço que eu dei, eu peço desculpa por isso".

Últimas