São Paulo Imigrantes ficam feridos após agressão de segurança do Metrô 

Imigrantes ficam feridos após agressão de segurança do Metrô 

Confusão começou por um problema com o bilhete de embarque. Uma camaronesa foi agredida com um golpe na cabeça 

Dois irmãos nigerianos e uma camaronesa ficaram feridos após serem agredidos por seguranças do Metrô, na estação República, localizada no centro de São Paulo, por volta de 23h30 de sexta-feira (28).

Shakiro e Ulabin, que trabalham como estoquistas, voltavam do trabalho e estavam indo para casa, na cidade de Embu das Artes. Eles tentavam passar pela catraca quando a confusão começou por um problema com o bilhete de embarque. Segundo Shakiro Akanbi, o grupo não entendeu o que tinha acontecido.

De acordo com informações da Delegacia de Polícia Metropolitano (Delpom), o homem tentou utilizar um bilhete especial de idoso em uma das catracas quando foi repreendido por um funcionário do Metrô. Após resistir a entregar o bilhete, agentes de segurança foram acionados. Houve discussão entre os homens e então as agressões começaram.

A cabelereira camaronesa Judith Caielle passava pelo local no momento da discussão quando tentou ajudar, mas acabou golpeada na cabeça. No vídeo, enviado pela testemunha Pietro Santos, Judith aparece caindo no chão. As imagens mostram os golpes desferidos pelo segurança enquanto os usuários entram em pânico e saem correndo pela estação.

De acordo com Pietro, os nigerianos estavam com bilhetes comuns do metrô e nega que os homes estavam usando bilhete de idoso.

A equipe da RecordTV tentou conversar com a delegada de plantão, mas ela preferiu não passar informações.