São Paulo Oficial do Exército é morto após reagir a assalto em São Paulo

Oficial do Exército é morto após reagir a assalto em São Paulo

Vítima, de 23 anos, estava comprando um lanche quando foi abordada. Houve troca de tiros, e suspeito também morreu no local

  • São Paulo | André Carvalho, da Agência Record

Vítima estava a caminho de uma hamburgueria na rua Leocádia Cintra quando foi abordado

Vítima estava a caminho de uma hamburgueria na rua Leocádia Cintra quando foi abordado

Google Street View - 23.4.2022

O oficial do Exército Giovanni Volpato Silvares, de 23 anos, foi morto durante um tiroteio, após uma tentativa de assalto, por volta das 20h de ontem, sexta-feira (22), no bairro da Mooca, na zona leste de São Paulo. O suspeito também morreu. 

Giovanni havia acabado de estacionar o seu veículo na rua Leocádia Cintra, para comprar um lanche em uma hamburgueria, localizada na mesma via, quando foi surpreendido por um suspeito, que anunciou o assalto. O oficial do Exército reagiu e trocou tiros com o suspeito. Os dois foram baleados.

Mesmo ferido, Giovanni Volpato conseguiu chegar até a lanchonete, onde pediu socorro. Policiais militares da 1ª Companhia do 21º Batalhão foram deslocados para a ocorrência.

Giovanni foi socorrido por uma unidade do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado para o Hospital João XXIII. O oficial do Exército não resistiu ao ferimento e morreu no hospital.

O suspeito que estava caído no solo, inconsciente, foi socorrido e encaminhado para o pronto-socorro do Hospital Tatuapé. Ele também não resistiu aos ferimentos.

No local do confronto os policiais militares localizaram uma arma, calibre 38, usada pelo suspeito, cápsulas deflagradas e uma mochila e o celular do oficial do Exército. A ocorrência foi registrada no plantão do 56º DP (Vila Alpina).

Últimas