São Paulo Policial é morto com a própria arma durante abordagem em SP

Policial é morto com a própria arma durante abordagem em SP

Fugitivo perseguido pelo agente durante a ocorrência teria roubado sua arma e atirado contra o policial militar 

Policial é morto com sua própria arma durante abordagem em SP

Caso foi registrado no 49° DP em São Mateus

Caso foi registrado no 49° DP em São Mateus

Reprodução/Google Street View

Um policial militar foi morto com a sua própria arma, na noite dessa sexta-feira (23), enquanto fazia uma abordagem na rua Manoel da Luz Drumond, na Vila Bela, zona leste de São Paulo.

Joel Loureço da Silva, de 35 anos, fazia um patrulhamento de rotina com outro agente da polícia militar, quando abordaram um veículo suspeito. Um dos passageiros desse veículo teria fugido ao sair do carro. Lourenço então teria o perseguiu sozinho e acabou sendo morto depois que o fugitivo o desarmou.

O suspeito, depois de roubar a arma do policial e disparar contra ele, fugiu. O parceiro de Lourenço, identificado como soldado Gomes, disse que chegou a avistar o criminoso correndo em direção a um rio. Houve troca de tiros, mas não consegiu capturá-lo.

Segundo o boletim de ocorrência a arma do policial, uma pistola calibre 40, foi levada junto com o fugitivo. 

De acordo com informações da própria polícia, o agente Lorenço errou na ocorrência pois só pediu reforço da viatura quando alcançou o suspeito. A recomendação da Polícia Militar é que uma perseguição seja feita, pelo menos, em dupla.

A vítima chegou a ser levada para o Hospital de São Mateus, porém não resistiu aos ferimentos.

Os outros dois homens que estavam no veículo com o fugitivo foram levados à delegacia, para averiguação. A ocorrência foi encaminhada ao 49º distrito policial de São Mateus e registrada como homicídio qualificado e furto.

O velório ocorrerá a partir das 16h, na sede do Comando de Policiamento de Área Metropolitano e o sepultamento será amanhã às 10h no Cemitério do Araçá "Mausoléu da Polícia Militar". Lourenço servia há 14 anos, era casado e deixa uma filha de 6 anos.

Suspeito preso

De acordo com o 38° Batalhão da Polícia Militar, após uma investigação, o parceiro do soldado morto, que estava presente durante o crime, reconheceu o suspeito de ter matado o policial.

O homem foi preso na Rua Peramirim, na região de São Matheus, zona leste de São Paulo e foi encaminhado para o 49° Distrito Policial, onde foi pela Polícia Civil.

    Access log