Saúde Três doses da vacina da Pfizer contra a Covid são eficazes para menores de 5 anos

Três doses da vacina da Pfizer contra a Covid são eficazes para menores de 5 anos

Farmacêutica divulgou resultados preliminares de ensaios clínicos que apontam eficácia de 80,3% nessa faixa etária

AFP
  • Saúde | por AFP

Estados Unidos estão em conversação para aprovar Pfizer para crianças de 6 meses a 5 anos

Estados Unidos estão em conversação para aprovar Pfizer para crianças de 6 meses a 5 anos

Leonhard Foeger/Reuters

A vacina da Pfizer contra a Covid-19 é segura e eficaz para crianças entre 6 meses e 5 anos quando dada em três doses, disse a empresa farmacêutica em um comunicado emitido nesta segunda-feira (23).

O anúncio ocorre no momento em que a FDA – agência reguladora do Estados Unidos – agendou várias reuniões para discutir a autorização do imunizante contra a Covid para a faixa etária de crianças mais jovens, que não são elegíveis para vacinação na maioria dos países.

A Pfizer-BioNTech fez um teste clínico no qual administrou três doses de 3 microgramas e descobriu que a vacina provocou uma forte resposta imune.

Os efeitos colaterais, segundo a empresa, foram semelhantes entre aqueles que receberam a vacina e o placebo. A eficácia do imunizante foi de 80,3%, segundo estimativa preliminar.

"Estamos satisfeitos que nosso composto para os pequenos, que selecionamos cuidadosamente para ser um décimo da dose adulta, foi bem tolerado e produziu uma forte resposta imune", disse o CEO da Pfizer, Albert Bourla, em nota.

"Estamos ansiosos para concluir nossas submissões aos reguladores mundiais em breve na esperança de disponibilizar essa vacina para crianças mais jovens o mais rápido possível."

Especialistas da FDA têm três reuniões agendadas em junho, nas quais provavelmente decidirão se autorizarão a vacina para os menores de 5 anos.

A agência havia planejado originalmente avaliar o imunizante de duas doses da Pfizer em fevereiro, mas os dados mostraram que ele não provocou uma resposta imune forte o suficiente em crianças de 2 a 4 anos. A FDA então pediu para ver dados de uma terceira injeção.

Efeitos colaterais leves

De acordo com os novos dados, 1.678 crianças receberam uma terceira dose pelo menos dois meses após a segunda, no momento em que a variante Ômicron era predominante.

Uma análise de um subconjunto de participantes revelou que os níveis de anticorpos eram semelhantes aos registrados em jovens de 16 a 25 anos que receberam duas doses. Não foram identificados novos eventos adversos, e a maioria dos efeitos colaterais foi leve ou moderada.

"De acordo com o comunicado de imprensa da Pfizer, as três doses de sua vacina de Covid parecem ser muito seguras e altamente eficazes na prevenção não apenas de doenças graves, hospitalização e morte por Covid", disse à AFP Celine Gounder, editor-chefe de saúde pública no Kaiser Health News.

"No entanto, sabemos que a proteção contra a infecção pelo Sars-CoV-2 e a doença sintomática mais branda diminui com o tempo", acrescentou Gounder, epidemiologista especialista em doenças infecciosas.

"A Pfizer informa os dados de acompanhamento apenas até sete dias após a terceira dose da vacina. É muito cedo para dizer como as três doses funcionariam depois de vários meses ou um ano."

"Seria bom que duas doses da vacina da Pfizer tivessem funcionado. Mas a série de três doses parece ter dado a essas crianças a proteção que queremos que elas tenham", disse à AFP Jeremy Faust, do Departamento de Medicina de Emergência do Brigham and Women's Hospital, em Boston.

A Covid grave é muito rara entre crianças menores de 5 anos. Os Estados Unidos registraram 477 mortes nessa faixa etária, 0,1% de todos os óbitos.

Últimas