Tecnologia e Ciência Airbnb pode ter estreia na bolsa adiada até 2021 por conta do coronavírus

Airbnb pode ter estreia na bolsa adiada até 2021 por conta do coronavírus

Airbnb pode ter estreia na bolsa adiada até 2021 por conta do coronavírus Por Redação Link São Paulo, 02 (AE) - Bastante aguardada para 2020, a oferta inicial de ações (IPO) do Airbnb pode ser adiada até 2021 por causa do surto global de coronavírus. Segundo a Bloomberg, a startup de hospedagens estava planejando iniciar o processo entre março e abril, mas isso pode ser adiado até o ano que vem. Após fechar 2019 no vermelho, o Airbnb havia adotado uma postura cautelosa antes de entrar na bolsa - entre janeiro e setembro do ano passado, startup teve prejuízo de US$ 200 milhões. A empresa planejava demonstrar a investidores não apenas números positivos no balanço, mas também oferecer perspectiva de crescimento a longo prazo. A ideia era evitar a repetição do fiasco de outras companhias da economia compartilhada ao abrir o capital, como o Uber e Lyft. Com o vírus se espalhando globalmente, as pespectivas se tornaram desfavoráveis. O Airbnb permitiu que turistas com reservas para a China, epicentro da epidêmia, façam cancelamentos livres de taxas até o dia 1 de abril. Isso já derrubou em 80% os negócios da companhia no país asiático em comparação com o mesmo período do ano passado. Além de outros cancelamentos globais, existe ainda o risco de os Jogos Olímpicos de Tóquio serem cancelados, o que também atrapalharia os planos da empresa. De acordo com a Bloomberg, os investidores acreditam que o impacto da epidemia poderão ser sentidos até o terceiro trimestre de 2020, o que deixaria a companhia em um prazo apertado para que se recuperasse a tempo de apresentar números satisfatórios antes de uma estreia na bolsa.

Últimas