Tecnologia e Ciência Quer aprender chinês? Youtuber ensina idioma de forma divertida e descontraída por meio de vídeos

Quer aprender chinês? Youtuber ensina idioma de forma divertida e descontraída por meio de vídeos

Sisi lança agora material didático e sistema de memorização de ideogramas

Canal da professora tem cerca de 32 mil inscritos

Canal da professora tem cerca de 32 mil inscritos

Divulgação

Hoje, aprender um novo idioma não é mais sinônimo de estudar em sala de aula com livros e professor. As opções para se aventurar com uma nova língua aumentaram nos últimos anos, incluindo agora aplicativos de celular, sites especializados, serviços de bate papo e vídeos no YouTube. Nessa última categoria se encontra a chinesa Liao Si, que ensina mandarim no seu canal do YouTube, o Pula Muralha.

Com uma média de 20 mil visualizações por vídeo, Sisi, como é conhecida, dá dicas de vocabulário, música, cumprimentos e fala até sobre a tonalidade que deve ser usada nas palavras. A espontaneidade e o didatismo que podem ser conferidos nos vídeos vêm da época que Sisi era professora no Instituto Confúcio, iniciativa chinesa sem fins lucrativos que visa ensinar o chinês em todo o mundo. E foi com a convivência com os alunos que a ideia do professoradechines.com.br surgiu.

— Percebi que tinha uma demanda crescente para aprender chinês. Eu também queria criar um material didático realmente bom escrito em português porque os disponíveis não eram muito bons.

A partir daí, baseado em um sistema inglês, Sisi criou as Cartas Mágicas, um baralho de cartas para facilitar o aprendizado de ideogramas (símbolo que representa uma ideia) por meio de desenhos. Cada carta pode ser combinada com outras, formando novas palavras e ideias.

Cartas permitem ser combinadas formando novas ideias e palavras

Cartas permitem ser combinadas formando novas ideias e palavras

Divulgação

Para financiar o projeto era necessário cerca de R$ 27 mil, então a youtuber criou uma ação na plataforma de crowdfunding Catarse, com um resultado que a surpreendeu: em apenas um mês R$ 44 mil foram arrecadados. Além das cartas, Sisi também criou o livro Haha 30, material didático feito especialmente para as aulas online.

—  O livro foi escrito em mais ou menos dois meses e foi um pouco dificil porque não havia quase nenhuma referência de como eu queria que fosse em português. Criamos o livro antes de iniciar o curso de mandarim para alunos do Baidu, uma das maiores empresas de internet da China, e foi muito legal porque pudemos testar o material logo que ele nasceu. Depois, ajustamos algumas coisas no livro para melhorar a experiência das aulas online.

VEJA TAMBÉM: As webcelebridades que mais faturam com vídeos no YouTube

Agora, o próximo passo para a chinesa é enviar para os apoiadores os kits resultantes do crowdfunding e continuar com as aulas online, agora com o novo material.

— Existem muitas ideias pra levar o ensino de mandarim para um número cada vez maior de brasileiros! E agora, depois de lançar finalmente o curso online, estamos projetando um curso de chinês voltado para criancas e outro mais curto para quem precisa aprender apenas o suficiente para viajar para a China.

Se depender dos fãs nas redes sociais, o sucesso de Sisi é certo.

*Colaborou Raphael Andrade, estagiário do R7

Conheça o R7 Play e assista a todos os programas da Record na íntegra!