Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Alienação parental e o risco de traumas para os filhos são tema do Estúdio News deste sábado (20)

Programa recebe o juiz Ricardo Pereira Júnior, da 12ª Vara de Família e das Sucessões do Tribunal de Justiça de São Paulo

Brasil|Do R7

Juiz Ricardo Pereira Júnior destaca que os pais precisam diferenciar a relação conjugal da parental
Juiz Ricardo Pereira Júnior destaca que os pais precisam diferenciar a relação conjugal da parental Juiz Ricardo Pereira Júnior destaca que os pais precisam diferenciar a relação conjugal da parental

A prática de alienação parental pode trazer traumas para crianças e adolescentes. Quando a relação conjugal ou amorosa não dá mais certo, há casos em que ex-cônjuges usam os filhos como instrumentos de vingança, contaminando o relacionamento dos pais com os filhos.

“Normalmente, o que vemos aqui na nossa prática é que os pais não conseguem diferenciar a relação conjugal, amorosa entre pai e mãe, da relação parental, relação com os filhos, e tudo isso acaba sendo colocado como se fosse um conflito só, e as crianças acabam sendo efetivamente penalizadas pela incapacidade de os pais distinguirem o relacionamento conjugal do parental”, explica o juiz da 12ª Vara de Família e das Sucessões do Tribunal de Justiça de São Paulo, Ricardo Pereira Júnior.

Camila Santiago Antoniassi, advogada e autora do livro "Alienação Parental — O Grito dos Inocentes", diz que além de desqualificar o outro para a criança ou adolescente, o progenitor alienador dificulta o convívio, mudando-se com o filho para uma cidade distante e promovendo falsas denúncias de crime, por exemplo.

A advogada destaca que nem sempre o alienador tem consciência de que está cometendo os atos de alienação parental, mas tudo depende de como termina a relação conjugal.

Publicidade

“Temos, por exemplo, o alienador obcecado. Ele realmente tem consciência do que está fazendo para alienar a criança ou adolescente e prejudicar o outro, mas insiste em cometer os atos de alienação”, ressalta a advogada.

Qualquer pessoa que esteja com a guarda ou vigilância da criança ou adolescente pode ser um alienador, seja um dos pais, avós ou qualquer adulto sob a sua autoridade.

Publicidade

Proteger a integridade das crianças e adolescentes é a principal preocupação da Vara de Família. Nesses tipos de caso, um psicólogo é nomeado e, quando necessário, um assistente social também, para acompanhar o caso de perto e trazer informações acerca da prática ou não de alienação parental, além de tentar evitar que esses jovens possam se tornar alienadores no futuro.

O Estúdio News vai ao ar aos sábados, às 22h30. A Record News é sintonizada pelos canais de TV fechada 55 Vivo TV, 78 Net, 32 Oi TV, 14 Claro, 19 Sky e 134 GVT, além do canal 42.1 em São Paulo e demais canais da TV aberta em todo o Brasil.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.