Brasil Feira aborda temas para quem sonha em morar no Canadá

Feira aborda temas para quem sonha em morar no Canadá

Evento está passando por cidades brasileiras e neste sábado acontece em São Paulo. Em 2018, 1840 brasileiros se mudaram para o país norte-americano

ExpoCanada acontece neste sábado (14)

ExpoCanada acontece neste sábado (14)

Reprodução/Pixabay

O Espaço Citron, situado na Avenida Cecília Lottenberg 12, na Chácara Santo Antônio, São Paulo, receberá a ExpoCanada neste sábado (14). O evento, que é destinado para pessoas que querem estudar, morar, trabalhar, imigrar ou apenas passar um tempo no país, acontece das 10h às 21h. A feira também irá passar por outras cidades do Brasil.

Leia mais: FGTS: pagar dívida é prioridade, mas há opção para investir

Confira a programação em outras cidades

16/09 - Brasília, Distrito Federal

18/09 - Natal, Rio Grande do Norte

19/09 - João Pessoa, Paraíba

21/09 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

23/09 - Cabo Frio, Rio de Janeiro

24/09 - ABC Paulista, São Paulo

Os desafios e oportunidades no país, cases de sucesso (imigração de formas distintas), como se qualificar no Canadá através de estudo (ensino médio, faculdade, entre outros), a volta do profissional qualificado ao Brasil e imigração através de estudos – processos imigratórios (passo a passo da imigração, processos, prazos e custos) são alguns dos assuntos que serão abordados nas palestras.

Os interessados em imigração, estudos e mercado de trabalho canadense podem participar da palestra de Ed Santos, consultor de imigração credenciado pelo ICCRC (Consultores de Imigração do Conselho Regular do Canadá), membro do CAPIC (Associação Canadense dos Consultores de Imigração Profissional) e cofundador da Canada Intercambio.

De acordo com Ed Santos, o Canadá precisa de trabalhadores para suprir a demanda de empregos do país. "Eles precisam de gente para suprir a demanda de empregos que existe. O desemprego real no Canadá está abaixo de 5%. Eles estão procurando pessoas, não só no Brasil, qualificadas para ocupar essas vagas, gerar impostos e dar produtividade para o país", disse.

A nação norte-americana quer admitir, ainda este ano, 176 mil residentes permanentes. Em 2018, 1.840 brasileiros conseguiram o PR (Residência Permanente) canadense.

Santos listou os requisitos necessários para quem quiser concorrer a uma vaga de emprego. Os critérios são avaliados de acordo com a totalidade do perfil de cada um.

"O ideal é até 29 anos, mas não tem limite de idade, quanto mais novo melhor. Segundo é a proficiência com os idiomas oficiais do país, inglês e francês. Não precisa falar os dois, pode ser só um. Terceiro requisito é ter uma boa formação acadêmica. Quem tem mais de 29 anos, o ideal é ter dois diplomas de nível superior. É preciso ter, pelo menos, três anos de experiência profissional na área de formação. Em caso da pessoa ser casada, o cônjugue precisa falar algum dos idiomas e ter uma formação acadêmica relevante", falou.

Como último requisito, o consultor falou sobre adaptabilidade. "Se o candidato ou cônjugue já moraram, estudaram ou trabalharam no Canadá, é mais fácil. Por fim, se há uma oferta de emprego." No ano passado, em torno de 430 mil vagas ficaram em aberto, porque os candidatos não possuíam as qualidades para preenchê-las.

Maiores necessidades

Santos caracterizou o mercado de trabalho canadense como "muito grande" e destacou quais as principais necessidades. "Os principais profissionais que estão buscando são engenheiros, pessoas da área de finanças, seguros, administração, professores, enfermeiros e T.I. Também há muitas outras vagas." 

Para os interessados, Ed indicou um site de empregos canadenses.

O país busca profissionais capacitados e precisa, no mínimo, de 300 mil pessoas todos os anos para manter seu crescimento econômico.

Imigrantes no Canadá

Em 2018, os dados divulgados pela Statistics Canada (censo canadense) mostraram que a nação possui mais de 37 milhões de habitantes, dos quais quase 50% deles são imigrantes.

"A cidade de Toronto, a maior do Canadá, 51% da população nasceu fora do país. O Canadá é um país de imigrantes. É um lugar seguro, bacana de se morar, pessoas educadas e respeitam as diferenças culturais e religiosas de todo mundo", revelou o consultor, sobre a receptividade dos nativos.

Por outro lado, Santos também ressaltou que o idioma é a maior dificuldade enfrentada pelos brasileiros que vão para estudar ou trabalhar. "A maior dificuldade de adaptação dos brasileiros é o idioma. Porque como profissional, o nível de proficiência do idioma exigido é o mesmo do português. Tem que saber fazer um e-mail, escrever, falar, ouvir e compreender bem."

Consequências no mercado brasileiro

Essa integração é vista com bons olhos pelo consultor Ed Santos. Ele diz acreditar que o Brasil tem muito a ganhar com esse intercâmbio entre os dois países. 

"O fato de essa galera estar saindo daqui e indo para fora fortalece a nossa economia. Muitas dessas pessoas vão trazer ideias e conhecimento para o Brasil. Eu acho que esse intercâmbio é muito inteligente e muito interessante. Algumas podem abrir empresas que vão ter um lastro econômico muito grande com o Brasil e faz com que a gente tenha uma parceria com um dos países mais desenvolvidos do mundo", finalizou.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Ana Vinhas